Topo

Fórmula 1

Massa vê treinos cruciais na Inglaterra para entender queda do último GP

Dan Mullan/Getty Images
Felipe Massa, da Williams, dá entrevistas na Inglaterra Imagem: Dan Mullan/Getty Images

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Silverstone (ING)

13/07/2017 14h19

A Williams chega ao GP da Inglaterra com cautela depois de ter se surpreendido negativamente com o rendimento do carro na classificação da última prova, na Áustria. Mesmo que o circuito britânico apresente características diferentes do palco do GP do último final de semana, Felipe Massa explicou ao UOL Esporte que o time usará os treinos livres para tentar entender o que deu errado.

“Analisamos os dados e temos algumas ideias do que aconteceu. Esta sexta-feira será muito importante para podermos entender várias coisas. Acho que o mesmo não vai se repetir nesta pista, porque o asfalto é completamente diferente e o aquecimento de pneu é bem mais fácil. Por isso, acredito que as coisas devam funcionar de uma maneira mais normal.”

O problema da Áustria foi bastante específico: nem Massa, nem o companheiro Lance Stroll conseguiam colocar os pneus novos na janela adequada de temperatura. Porém, em Spielberg, o asfalto é bem mais liso do que em Silverstone e há menos curvas de alta velocidade, ou seja, menos energia é colocada nos pneus e mais difícil é seu aquecimento.

Na corrida, contudo, a situação se normalizou, devido à sequência de voltas com o tanque mais cheio, o que ajuda no aquecimento dos pneus.

Ainda assim, uma das análises que a equipe fará durante os treinos livres é o efeito das novidades estreadas no carro na Áustria no aquecimento dos pneus. Tendo isso em vista, Massa admitiu que é possível que o time corra sem as novidades em Silverstone. Tudo depende do que for avaliado durante as duas sessões de 1h30 cada, que começam às 5h e às 9h pelo horário de Brasília.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!