Topo

Fórmula 1

Morre Leo Kinnunen, primeiro piloto finlandês da história da Fórmula 1

Ensio Ilmonen
Leo Kinnunen disputou a temporada de 1974 da Fórmula 1; foi o último piloto da história da categoria a correr com capacete de abertura frontal Imagem: Ensio Ilmonen

Do UOL, em São Paulo

26/07/2017 17h41

Morreu nesta quarta-feira (26) o ex-piloto finlandês Leo Kinnunen, de 73 anos. A informação foi confirmada ao jornal Ilta-Sanomat por fontes próximas à família. O periódico não cita a causa, mas fala em uma “longa enfermidade”.

Kinnunen foi o primeiro piloto finlandês da história a correr na Fórmula 1. Em 1974, com um chassi da Surtees, disputou seis provas com uma inscrição própria: Bélgica, Suécia, França, Inglaterra, Áustria e Itália. Na única em que conseguiu alinhar no grid, no circuito sueco de Anderstorp, abandonou com problemas de motor.

O finlandês ainda ficou conhecido como o último piloto da história da F-1 a correr com um capacete com abertura frontal. A categoria introduziu o capacete fechado (semelhante aos utilizados ainda hoje) em 1968, sendo utilizado inicialmente pelo norte-americano Dan Gurney no GP da Alemanha.

Ao longo da carreira, Leo Kinnunen ainda se destacou ao vencer as 24 Horas de Daytona (EUA) ao lado do mexicano Pedro Rodríguez e do britânico Brian Redman. No final da década de 1970, ainda disputou provas do Campeonato Mundial de Resistência – atual Mundial de Endurance.

Em sua conta no Twitter, o também finlandês Valtteri Bottas lamentou a morte. “Descanse em paz, Leo Kinnunen, primeiro piloto finlandês da F-1 e vencedor das 24 Horas de Daytona”, publicou o piloto da Mercedes.