Fórmula 1

Tudo na mesma: duplas de Ferrari e Mercedes devem renovar para 2018

Zsolt Czegledi/MTI via AP
Kimi Raikkonen e Sebastian Vettel comemoram dobradinha da Ferrari na Hungria Imagem: Zsolt Czegledi/MTI via AP

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Londres (ING)

02/08/2017 06h01

Os vários contratos que se encerram ao final desta temporada estão gerando a expectativa de um mercado de pilotos agitado para 2018, mas pelo menos as peças das principais equipes não devem se mexer, pelo que indicaram os chefes de Mercedes e Ferrari durante o último final de semana.

Na Mercedes, Lewis Hamilton tem acordo firmado até o final de 2018, e é a situação de Valtteri Bottas que não está totalmente decidida. Porém, o chefe Toto Wolff vem dizendo que “não há muito o que pensar” a respeito da renovação do finlandês, que vem fazendo um ótimo trabalho depois de chegar à equipe às pressas, em janeiro, para substituir Nico Rosberg depois que o alemão surpreendeu ao anunciar a aposentadoria dias após conquistar o título.

No último domingo, contudo, Wolff foi além e colocou um prazo para fazer algum anúncio: antes do início da temporada asiática, ou seja, entre os GPs da Itália e de Cingapura, no início de setembro.

“Gostaria de voltar e ter uma corrida já no próximo final de semana para clarificar as coisas, mas será bom sentar para conversar e já tivemos boas discussões com Valtteri e certamente gostaria de ir para a parte asiática da temporada já com uma decisão tomada”, afirmou o austríaco.

Na Ferrari, são vários os pilotos que declararam nas últimas semanas estarem de olho na vaga de Kimi Raikkonen, como Sergio Perez e Romain Grosjean, e a demora para a renovação do contrato de Sebastian Vettel também gerou rumores, como o retorno de Fernando Alonso a Maranello ou a chegada de Lewis Hamilton em 2019, indicando que o entrave nas negociações com o alemão seria em função da duração do contrato.

Inicialmente, o contrato de Vettel seria renovado por mais três anos, mas nada está confirmado. Por outro lado, empolgado com a dobradinha do GP da Hungria, o presidente Sergio Marchionne, que estava presente em Hungaroring, praticamente confirmou que a Ferrari fica com Vettel e Raikkonen pelo menos em 2018.

“Olhe os dois pilotos no pódio: eles estão bem juntos e mudar a equipe é difícil. Vamos ver se podemos mantê-los juntos em 2018. Vettel e Raikkonen trabalham bem juntos e seria um risco mudar qualquer coisa”, disse o italiano. É esperado um anúncio oficial antes do GP da Itália, na primeira semana de setembro.

Na Red Bull, o chefe Christian Horner já disse que Daniel Ricciardo e Max Verstappen continuam no time. Os dois, contudo, estão de olho na situação da Ferrari e da Mercedes para 2019.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Topo