Topo

Fórmula 1

Vitórias empolgam Hamilton. Mas Vettel aposta em virada no próximo GP

Max Rossi/Reuters
Hamilton vai ter a chance de tirar a vantagem de Vettel na liderança do Mundial Imagem: Max Rossi/Reuters

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Monza (ITA)

03/09/2017 13h30

Na primeira vez que um mesmo piloto conseguiu vencer duas corridas em sequência no campeonato, Lewis Hamilton dominou completamente o GP da Itália, uma semana depois de ter batido Sebastian Vettel em um duelo mais apertado na Bélgica. Com isso, o inglês agora lidera o campeonato com três pontos de vantagem, e não esconde a empolgação com a boa fase sua e do carro da Mercedes, que fez a dobradinha em Monza com Valtteri Bottas.

“As coisas se acertaram nas últimas duas corridas. É cedo para dizer, mas obviamente dizemos duas corridas muito fortes mesmo não tendo desenvolvido tanto o carro, mas só extraindo o melhor do nosso equipamento”, disse o inglês, ouvido pelo UOL Esporte em Monza.

Mesmo reconhecendo a derrota depois de ter chegado 36s atrás de Hamilton, na terceira colocação, Vettel relativizou a situação. Afinal, sabe que a Mercedes tem sido absolutamente imbatível em Monza desde que a F-1 passou a adotar os motores híbridos, em 2014: de lá para cá, o time liderou todas as voltas disputadas no circuito italiano.

“Eles foram mais rápidos hoje. Não estou feliz, mas fizemos o que podíamos e temos de aceitar o resultado. É assim que funciona”, disse o alemão.

“Vou atacar ao máximo. Obviamente, no papel, dá para dizer isso ou aquilo. Gosto de Cingapura e gosto de muitas das pistas que vêm adiante. Mas falta muita coisa pela frente e acho que as coisas vão variar para um lado e para o outro. O importante é estar na frente do campeonato na última corrida.”

A expectativa de que o cenário mude em Cingapura é compreensível. Afinal, a Ferrari tem sido superior em circuitos de alta pressão aerodinâmica, como aconteceu em Mônaco e Hungria. E isso até mesmo Valtteri Bottas reconhece.

“Eles serão fortes. Sabemos que será uma pista boa para eles e certamente não estaremos indo para lá confiantes, achando que seremos os melhores. Vamos para lá pensando que temos de tirar mais do carro.”

A 14ª etapa do campeonato será disputada em duas semanas. Pelo menos até lá, Hamilton fica na liderança do campeonato pela primeira vez no ano, com sete corridas para o final.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!