Fórmula 1

Virada da Ferrari deu pole a Vettel e surpreendeu os rivais em Cingapura

Mark Thompson/Getty Images
Sebastian Vettel, da Ferrari, no circuito de Marina Bay em Cingapura Imagem: Mark Thompson/Getty Images

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Cingapura (CIN)

16/09/2017 12h32

Na sexta-feira, nem mesmo Sebastian Vettel acreditava que teria uma boa classificação justamente na pista em que todos apostavam que ele seria o favorito. Afinal, o comportamento de sua Ferrari não era o ideal. “Até meu mecânico número 1 me disse para eu sorrir porque não estava mais sorrindo. E, no final, é desse tipo de coisa que precisamos na equipe, que um confie no outro. E mostramos isso hoje, merecemos esse resultado.”

Vettel agradeceu o trabalho em equipe que permitiu identificar o que estava errado no carro e melhorar o acerto. “Tivemos muito apoio de Maranello e também da equipe daqui, e me considero parte da equipe, o cara que tem a função de pilotar o carro, e também fiz a minha parte.”

A virada ferrarista acabou pegando Lewis Hamilton de surpresa. O líder do campeonato disse que “tirou tudo e mais um pouco do carro”, mas não conseguiu passar da quinta colocação no grid.

“Sabíamos que chegaríamos aqui e seria difícil, essa pista sempre tem sido relativamente difícil para nós. Então sabia que seria duro. Não esperava que a Ferrari estivesse tão rápida quanto eles foram - a Red Bull eu esperava que fossem rápidas. Mas ainda tenho esperanças”, disse o piloto, também ouvido pelo UOL Esporte em Cingapura.

Quem acabou saindo decepcionada da classificação foi a dupla da Red Bull, que vem andando forte neste final de semana. Max Verstappen vai largar em segundo e Daniel Ricciardo, em terceiro. “Seb melhorou muito na última parte da classificação e não acho que, mesmo fazendo todos os setores perfeitos, nós tínhamos ritmo para superá-lo. Acho que ele fez a diferença hoje.

Vettel, contudo, vê as duas Red Bull como suas grandes rivais na corrida que tem largada às 9h da manhã pelo horário de Brasília. Com a Mercedes mais atrás, o alemão tem grandes chances de recuperar a liderança do campeonato, pois a vantagem de Lewis Hamilton é de apenas três pontos.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Topo