Topo

Fórmula 1

Virada da Ferrari deu pole a Vettel e surpreendeu os rivais em Cingapura

Mark Thompson/Getty Images
Sebastian Vettel, da Ferrari, no circuito de Marina Bay em Cingapura Imagem: Mark Thompson/Getty Images

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Cingapura (CIN)

16/09/2017 12h32

Na sexta-feira, nem mesmo Sebastian Vettel acreditava que teria uma boa classificação justamente na pista em que todos apostavam que ele seria o favorito. Afinal, o comportamento de sua Ferrari não era o ideal. “Até meu mecânico número 1 me disse para eu sorrir porque não estava mais sorrindo. E, no final, é desse tipo de coisa que precisamos na equipe, que um confie no outro. E mostramos isso hoje, merecemos esse resultado.”

Vettel agradeceu o trabalho em equipe que permitiu identificar o que estava errado no carro e melhorar o acerto. “Tivemos muito apoio de Maranello e também da equipe daqui, e me considero parte da equipe, o cara que tem a função de pilotar o carro, e também fiz a minha parte.”

A virada ferrarista acabou pegando Lewis Hamilton de surpresa. O líder do campeonato disse que “tirou tudo e mais um pouco do carro”, mas não conseguiu passar da quinta colocação no grid.

“Sabíamos que chegaríamos aqui e seria difícil, essa pista sempre tem sido relativamente difícil para nós. Então sabia que seria duro. Não esperava que a Ferrari estivesse tão rápida quanto eles foram - a Red Bull eu esperava que fossem rápidas. Mas ainda tenho esperanças”, disse o piloto, também ouvido pelo UOL Esporte em Cingapura.

Quem acabou saindo decepcionada da classificação foi a dupla da Red Bull, que vem andando forte neste final de semana. Max Verstappen vai largar em segundo e Daniel Ricciardo, em terceiro. “Seb melhorou muito na última parte da classificação e não acho que, mesmo fazendo todos os setores perfeitos, nós tínhamos ritmo para superá-lo. Acho que ele fez a diferença hoje.

Vettel, contudo, vê as duas Red Bull como suas grandes rivais na corrida que tem largada às 9h da manhã pelo horário de Brasília. Com a Mercedes mais atrás, o alemão tem grandes chances de recuperar a liderança do campeonato, pois a vantagem de Lewis Hamilton é de apenas três pontos.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!