Fórmula 1

"Em choque" com a pole, Hamilton prevê disputa dura com Ferrari e Red Bull

AFP
Lewis Hamilton durante treino na Malásia Imagem: AFP

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Sepang (MAL)

30/09/2017 08h35

Em nenhum momento nos treinos livres a Mercedes tinha conseguido andar sequer perto das Ferrari na Malásia. Mas quando chegou a hora da classificação, Lewis Hamilton conseguiu bater Kimi Raikkonen por 44 milésimos e, de quebra, ainda viu o rival na disputa pelo campeonato, Sebastian Vettel, ter problemas de motor e se classificar em último.

“Foi um choque, uma surpresa”, reconheceu Hamilton, ouvido pelo UOL Esporte em Sepang.

A Mercedes estreou um pacote de mudanças que acabou não surtindo o efeito esperado. Hamilton, então, optou por voltar ao pacote usado há duas semanas, em Cingapura, enquanto seu companheiro Valtteri Bottas optou ficar com as novidades.O finlandês se classificou apenas na quinta colocação, a 682 milésimos de Hamilton.

“Eu não esperava essa performance. A pista veio na nossa direção, o carro também, e consegui tirar tudo do equipamento. Eu decidi usar o pacote antigo porque o carro estava ótimo nas últimas corridas, então por que virá-lo da cabeça para baixo?”, explicou o líder do mundial, que tem 28 pontos de vantagem para Vettel.

O alemão vai largar em último depois que sua Ferrari perdeu potência ainda na primeira parte do treino.

“Não esperávamos que alguma coisa acontecesse com Vettel, nem que o nosso rendimento melhorasse tanto. A corrida será dura porque a Ferrari está rápida, a Red Bull também, mas espero que as mudanças que eu fiz no carro nos ajudem.”

Hamilton explicou que nem ele, nem a Mercedes, sabem explicar o que mudou no carro dos treinos para a classificação, mas exaltou seu próprio trabalho para conquistar a pole.

“Honestamente, não acho que tenha alguém que entenda totalmente esses pneus. Há várias coisas que possam ter influído, como temperatura de pista ou o pacote aerodinâmico que não funcionou. Eu não sei. Tudo o que posso dizer é que o carro mudou da noite para o dia de ontem para hoje e que ainda não era o suficiente, a Ferrari era um pouco mais rápida, mas no final consegui extrair um pouco mais do carro para conseguir a pole.”

A largada para o GP da Malásia será às 4h da madrugada de domingo, pelo horário de Brasília.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Topo