Topo

Fórmula 1

Previsão de calor em Suzuka é esperança de Vettel: o que esperar do GP

AFP PHOTO / Kazuhiro NOGI
Imagem: AFP PHOTO / Kazuhiro NOGI

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Suzuka (JAP)

07/10/2017 12h00

Largar na pole position é algo comum para Lewis Hamilton nesta temporada: com o melhor tempo conquistado na definição do grid para o GP do Japão, o inglês chegou a 11 poles no ano em 16 corridas. Mas o líder do campeonato também sabe que, aos domingos, a tendência é que seu rival Sebastian Vettel tenha um ritmo melhor com a Ferrari, ainda mais com a expectativa de que as temperaturas subam no domingo em Suzuka.

“Geralmente, nós sempre caímos um pouco de produção quando vamos para a corrida. Em classificação, somos mais fortes, o que acho que é uma coisa boa para se ter, mas a Ferrari costuma melhorar na corrida. Mas espero que consiga ter o ritmo para segurar Sebastian”, disse o inglês.

Mas seria o esperado aumento das temperaturas suficiente? A previsão é de que os termômetros cheguem a 26ºC, bem menos do que nas últimas provas, nas quais a Mercedes teve dificuldades com os pneus justamente por conta das temperaturas mais altas.

É por conta disso que Vettel, que larga em segundo, prefere não cravar que o ritmo da Ferrari será melhor.

“Normalmente, o calor costuma mudar bastante o equilíbrio das coisas e tomara que seja em nosso favor, mas veremos. O fato é que estará mais quente, mas o quanto isso vai nos ajudar ou não, eu não sei.”

Saindo da segunda fila, a dupla da Red Bull deve olhar mais para o retrovisor do que para a briga entre os líderes do campeonato. Isso porque Valtteri Bottas e Kimi Raikkonen foram para a classificação já sabendo que teriam punições pela troca do câmbio, e fizeram a opção de largar com os pneus macios. Com isso, o piloto da Mercedes, que sai em sétimo, e o da Ferrari, que larga em 11º, poderão permanecer mais tempo na pista na primeira parte da corrida e aproveitar o ritmo superior para ganhar posições.

“Acho que o ritmo da Ferrari é duro para nós batermos. A única chance que vejo Mercedes é por conta das temperaturas, mas não acho que vai ficar quente o suficiente para dizer que isso realmente vai acontecer, mas se eu conseguisse um pódio seria muito bom”, avaliou Daniel Ricciardo.

Outra questão que pode afetar a corrida é o fato das equipes não terem se preparado tão bem para a corrida, uma vez que a sessão principal do final de semana, na tarde de sexta-feira, foi comprometida pela chuva. “Ninguém fez a simulação normal, mas está todo mundo na mesma”, lembrou Felipe Massa, que larga em oitavo.

A briga do brasileiro é com as Force India, que largam em quinto e sexto. O piloto da Williams terá Stoffel Vandoorne da McLaren ao seu lado, mas a expectativa é de que o ritmo de corrida do time inglês seja pior do que o de classificação.

Por contar com uma série de curvas de alta velocidade, o circuito de Suzuka não gera muitas chances de ultrapassagem. Com isso, em 28 GPs, por 13 vezes o pole position saiu vitorioso e apenas em 2005, a prova foi vencida por um piloto que saiu de fora do top 6.

A largada do GP do Japão será às 2h da madrugada de domingo pelo horário de Brasília.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!