Topo

Fórmula 1

Hamilton explica como domou a "diva" Mercedes em 2017: "É teimosa como eu"

Will Taylor-Medhurst/Getty Images
Lewis Hamilton comemora vitória no GP do Japão, em Suzuka Imagem: Will Taylor-Medhurst/Getty Images

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Suzuka (JAP)

10/10/2017 04h00

A sensibilidade mesmo às mínimas mudanças de temperatura e a pequenas alterações de acerto fez o carro de 2017 da Mercedes ganhar o apelido de diva no paddock da Fórmula 1. Mas se tem alguém que parece compreender um carro que complicou por várias vezes a vida dos engenheiros do time alemão é Lewis Hamilton. O inglês soma 11 poles positions em 16 corridas até aqui e venceu quatro das últimas cinco corridas. E explica sua teoria: o carro não tem nada de diva, mas é teimoso como ele mesmo.

“Ela não é uma diva, ela só é um pouco teimosa”, disse o líder do campeonato ao UOL Esporte em Suzuka, onde venceu de ponta a ponta no último domingo. “As divas ficam querendo chamar a atenção, não é? Ela não fica tentando chamar a atenção, ela simplesmente não quer fazer o que eu quero que ela faça às vezes. Mas isso é algo que nós temos em comum, e é por isso que nos damos muito bem.”

O diretor técnico da Mercedes, James Allison, explica que o carro “é difícil, mas não desobedece as leis da física.” O engenheiro reconhece a dificuldade em prever o comportamento do carro, mas elogiou a maneira como a equipe tem trabalhado para compreendê-lo. “Gostaríamos que fosse um carro mais fácil de colocar na pista com a garantia de que estamos tirando o máximo do equipamento, então esperamos que possamos fazer um carro com um temperamento mais dócil ano que vem.”

O fato é que Hamilton está em ótima fase no campeonato, aproveitando os azares do rival Sebastian Vettel, que bateu quando largava na pole em Cingapura e teve problemas de motor na Malásia e no último domingo no Japão, marcando apenas 12 pontos nas últimas três etapas.

Com isso, Hamilton abriu 59 pontos na liderança e tem a primeira chance de ser campeão em pouco menos de duas semanas, no GP dos EUA, com quatro etapas de antecipação. Em Austin, o inglês leva o caneco caso faça 16 pontos a mais do que Vettel.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!