Topo

Fórmula 1

Fora da Fórmula 1, Massa deve voltar às pistas só no fim de 2018

Lars Baron/Getty Images
Felipe Massa, da Williams Imagem: Lars Baron/Getty Images

Julianne Cerasoli

Do UOL, em São Paulo

06/11/2017 04h00

A volta oficial de Felipe Massa às pistas depois de sua última corrida na Fórmula 1, o GP de Abu Dhabi, que será realizado dia 26 de novembro e encerrará o atual campeonato da categoria, deve demorar. O brasileiro, que anunciou estar de saída da Williams ao final desta temporada, já deixou claro que seu foco é correr futuramente na Fórmula E. Porém, ele descarta começar já neste ano.

Isso porque a temporada da Fórmula E, categoria de carros elétricos que conta com outros brasileiros, como o atual campeão Lucas Di Grassi e Nelsinho Piquet, inicia sua temporada 2017-2018 no início de dezembro.

“Se eu for mesmo para a F-E, minha ideia é só começar na outra temporada. Essa começa muito grudado com o fim da F-1 e quero fazer as coisas do jeito certo”, disse Massa ao UOL Esporte.

A ideia de correr na categoria após o fim de sua carreira na F-1 não é novidade. Massa até chegou a testar com o carro da Jaguar em janeiro deste ano. O piloto admite que o carro em si não é tão empolgante quanto o F-1 - a velocidade máxima é de 225 km/h, enquanto os F-1 atuais podem chegar aos 370 km/h. “Mas a vantagem é que é uma categoria mais competitiva, mais pilotos têm chances de ganhar”, destacou.

Além disso, a F-E, que começou a ser disputada em 2014 e é a grande aposta do presidente da FIA, Jean Todt, para o futuro, uma vez que conta com motores 100% elétricos, vem atraindo grandes montadoras e ganhando espaço no automobilismo. Neste ano, foi anunciado que a Mercedes e a Porsche entrarão na categoria, que já conta com outras gigantes como Audi, BMW, a própria Jaguar e Renault.

“É uma categoria que vem crescendo muito e que tem muito a crescer ainda”, disse Massa, que vê a F-E como o único campeonato em ascensão no momento. “Depois da Mercedes anunciar que vai sair da DTM, acredito que a categoria vai acabar. Assim como eu vejo, e já via antes, uma LMP1 com uma dificuldade tremenda e ainda mais agora. Então o futuro da DTM e da LMP1 está bem difícil.”

Ainda não há confirmação de quando começará a temporada 2017-2018 da F-E. A temporada atual, com Di Grassi defendendo o título, começa dia 2 de dezembro e passará pelo Brasil, com uma prova marcada para São Paulo dia 17 de março.

Neste final de semana, o brasileiro disputa seu último GP de F-1 em casa.

Horários do GP do Brasil

Sexta-feira:
Treino livre 1: 10h
Treino livre 2: 14h

Sábado:
Treino livre 3: 11h
Classificação: 14h

Domingo:
Corrida: 14h

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!