Topo

Fórmula 1

Hamilton e Ricciardo fazendo fila e briga forte por vitória devem marcar GP

Julianne Cerasoli

Do UOL, em São Paulo

12/11/2017 04h00

Os treinos livres para o GP do Brasil indicavam uma Mercedes forte, mas depois da classificação disputada no sábado, a penúltima etapa do campeonato acabou ganhando muitas variáveis: após uma luta forte pela pole position, Valtteri Bottas larga em primeiro, ao lado de Sebastian Vettel, enquanto Daniel Ricciardo e Lewis Hamilton vão ter de fazer corridas de recuperação.

Hamilton complicou sua vida depois de perder a traseira da Mercedes logo em sua primeira volta rápida na classificação. Já sabendo que o inglês largaria no fundo do pelotão, a Mercedes decidiu trocar seu motor e o piloto vai largar dos boxes. Mesmo assim, a expectativa é de que o campeão antecipado da temporada escale o pelotão. Que o diga Felipe Massa, que larga em nono e reconhece que será difícil segurar tanto o inglês, quanto Daniel Ricciardo, que sofreu uma punição de 10 posições no grid pela troca do MGU-H de sua unidade de potência e vai largar em 15º.

“Não tenho uma Mercedes, uma Ferrari, uma Red Bull”, disse Massa. O importante é tentar tirar o melhor do meu carro, mas espero que esses caras fortes que vêm de trás consigam passar. O importante para mim é fazer a melhor largada possível e também uma boa estratégia.”

A briga do brasileiro é para pontuar. A Williams não teve um desempenho tão bom com pneus usados quanto em simulações de classificação nos treinos livres e a missão de chegar no top 10 depende muito da largada de Massa. O piloto tem oponentes fortes, como as McLaren, Force India - que devem ter ritmo de corrida superior - e Renault.

Ainda que haja a expectativa de que Hamilton e Ricciardo “façam fila” na corrida, a briga pela vitória deve ficar entre os dois pilotos que largam na primeira fila: Sebastian Vettel admitiu que “amarelou” na classificação, em suas próprias palavras, e que poderia ter superado Valtteri Bottas. O ritmo de ambos em situação de corrida tem se mostrado parecido ao longo do final de semana, e o alemão aposta no aumento das temperaturas, que é esperado para este domingo em Interlagos, para superar o rival no que também é uma luta pelo vice-campeonato.

O terceiro elemento nesta disputa seria Max Verstappen tendo em vista o desempenho que a Red Bull demonstrou nos treinos livres. No entanto, o holandês enfrentou um problema em seu MGU-H e está usando uma peça antiga e desgastada. “Está difícil porque eu perco meio segundo em cada reta”, reclamou o piloto.

O GP do Brasil terá largada às 14h deste domingo e é a penúltima etapa de um campeonato que já tem Lewis Hamilton como campeão.