Topo

Fórmula 1

Despedida de Massa em prova com favorito: o que esperar do GP de Abu Dhabi

AFP PHOTO / Andrej ISAKOVIC
Hamilton recebe bandeirada em Abu Dhabi, seguido de Nico Rosberg Imagem: AFP PHOTO / Andrej ISAKOVIC

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Abu Dhabi

21/11/2017 04h00

A Fórmula 1 chega ao final de sua temporada, em Abu Dhabi, sem grandes lutas em termos de campeonato - Lewis Hamilton já selou o tetra, Sebastian Vettel é virtualmente o vice e as posições no Mundial de Construtores estão praticamente consolidadas. Porém, assim como aconteceu no GP do Brasil, isso não deve esfriar as lutas na pista.

Fique de olho no GP de Abu Dhabi

1. Hamilton e seu super motor: Até mesmo os membros da Red Bull se mostraram assustados no final do GP do Brasil, quando ouviram uma mensagem da Mercedes para Hamilton dizendo que ele ainda tinha 14 chances de usar o botão que dá mais potência ao motor para ultrapassagens na corrida. A diferença de potência do motor novinho instalado em Interlagos e que tem apenas mais uma corrida pela frente chamou a atenção e coloca o inglês como franco favorito para a última etapa do campeonato.

2. Despedida - de verdade - de Massa: O adeus não deve ser tão especial quanto diante de sua torcida em Interlagos, mas fica a expectativa de quais serão os próximos passos do brasileiro: um papel na FIA representando o automobilismo brasileiro? Comentarista na TV internacional?

3. Sem nada a perder: Como já vimos nas últimas provas, com pouca coisa sendo ainda disputada no campeonato, os pilotos estão arriscando mais nas etapas finais, e isso não deve ser diferente em Abu Dhabi, que é, inclusive, um circuito em que, se o piloto não arrisca, não passa.

4. Anúncio na Williams? Todas as atenções estarão voltadas ao time inglês, dono da melhor vaga ainda aberta no grid - as outras sem confirmação são na Sauber. É esperado que Robert Kubica teste pelo time após a prova e que se encerrem semanas de negociação para o retorno do polonês depois de sete anos.

5. Despedida amarga: A Toro Rosso surpreendeu ao divulgar um comunicado culpando a Renault pelos problemas que seus pilotos tiveram em seus motores depois da assinatura com a Honda para o ano que vem. No Brasil, o consultor da Red Bull, Helmut Marko, tentou estabelecer a paz, mas é esperado para domingo outro pronunciamento bombástico da equipe.

Confira os horários do GP do Abu Dhabi
Sexta-feira, 24/11
Treino Livre 1   07:00 – 08:30
Treino Livre 2   11:00 – 12:30
Sábado, 25/11
Treino Livre 3   08:00 – 09:00
Classificação – 11:00 – 12:00
Domingo, 26/11
Corrida – 11:00
 

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!