Topo

Fórmula 1

Kubica admite limitações, mas diz que pilota 90% igual a antes

Reprodução/Twitter Williams
Kubica testa Williams e é favorito a assumir vaga deixada por Massa Imagem: Reprodução/Twitter Williams

Do UOL, em São Paulo

04/12/2017 09h39

Favorito a assumir a vaga da Williams deixada por Felipe Massa, o piloto Robert Kubica declarou que tem limitações por conta do gravíssimo acidente que sofreu em 2010. O polonês informou que pilota “90% igual antes”.

“Honestamente, eu tenho muito mais limitações no meu dia a dia”, disse Kubica a “Autosport”.

“Eu não sou o mesmo piloto da Fórmula 1 do passado. Minhas limitações são muito muito menores do que parece”.

“Noventa por cento do que eu dirijo é exatamente o mesmo em comparação aos velhos tempos”.

Kubica tem participado de treinos da Williams já projetando a temporada de 2018. O polonês destacou que não haverá problemas em competir sete anos depois de sua última aparição na principal categoria do automobilismo.

“Eu aprendi a viver dessa forma, como pilotar um F-1 com elas [limitações]. No fim, eu fiquei muito surpreso com os resultados que eu alcancei”.

Massa disse que Kubica pilota com ‘uma mão’

Em entrevista recente para a "GP Gazette", há um mês, Felipe Massa disse ter dúvidas sobre a capacidade de o polonês voltar a guiar na Fórmula 1 e citou que o então adversário por uma vaga na Williams estaria guiando com uma mão, o que foi negado por Kubica nesta quarta-feira.

Kubica rebateu:

"Há quem diga que eu estou dirigindo com uma mão, mas não estou dirigindo com uma mão", disse Kubica, em entrevista publicada nesta terça-feira pelo site "Motorsport", sem citar diretamente o brasileiro.

"Eu acho impossível dirigir um carro de Fórmula 1 com uma mão. Mas eu tenho algumas limitações, de modo que meu corpo usou algumas compensações, o que não é errado. Nós somos seres humanos e nossos cérebros são usados para ajudar nossos corpos a superar as deficiências. Esta é a vida diária normal”, completou.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!