Fórmula 1

Problema da Fórmula 1 atual é que carros não quebram, vê presidente da FIA

Mark Thompson/Getty Images
Mercedes de Hamilton não quebrou em nenhum GP em 2017 Imagem: Mark Thompson/Getty Images

Julianne Cerasoli

Do UOL, em São Paulo

28/12/2017 04h00

Atualmente recém-reeleito presidente da Federação Internacional de Automobilismo, Jean Todt se notabilizou na Fórmula 1 por chefiar a Ferrari no retorno do time às vitórias após mais de duas décadas sem título. Foi sob o comando do francês, por exemplo, que Michael Schumacher, conquistou seus dois títulos mais dominantes, em 2002 e 2004. Mas o dirigente acredita que a categoria hoje não é mais tão atrativa quanto antes. Porque os carros não quebram.

Em 2002, Schumacher pontuou em todas as 17 etapas e fez quase o dobro (144 x 77) de pontos que o então companheiro Rubens Barrichello. Em 2004, ele só não completou uma prova, o GP de Mônaco, em que bateu.

Mas o que chamou a atenção de Todt na disputa entre a Mercedes de Lewis Hamilton e a Ferrari de Sebastian Vettel neste ano foi o que ele considera um excesso de confiabilidade dos carros. Especialmente do inglês, que não sofreu uma quebra sequer em corridas.

“Mesmo que a Mercedes não tenha sido sempre o carro mais rápido, Hamilton marcou pontos em 20 dos 20 GPs do ano. Os carros são confiáveis demais”, opinou Todt

“A Ferrari me impressionou também. Mas ainda assim mantenho o que eu disse. Ferrari e Mercedes foram confiáveis demais. Isso custa dinheiro: testes, simuladores, é tudo exagerado. Não precisamos de tudo isso para termos um bom esporte. Na verdade, precisamos do contrário.”

O francês vem tentando, juntamente dos detentores dos direitos comerciais da Fórmula 1, o grupo Liberty Media, diminuir os custos das equipes por meio de regras que padronizem determinadas peças. Paralelamente a isso, está sendo desenhada uma proposta de teto orçamentário para tentar nivelar os custos entre os times grandes e pequenos.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Redação
Blog do Carsughi
Blog do Carsughi
Redação
Blog do Carsughi
Redação
Redação
Redação
Blog do Carsughi
Blog do Carsughi
UOL Esporte
Redação
Redação
Redação
Blog do Carsughi
Redação
Redação
Blog do Carsughi
Blog do Carsughi
Blog do Carsughi
Redação
Blog do Carsughi
Redação
Redação
AFP
Redação
Blog do Carsughi
Blog do Carsughi
Blog do Carsughi
Blog do Carsughi
Redação
Blog do Carsughi
Blog do Carsughi
Redação
Redação
Blog do Carsughi
Redação
Redação
Blog do Carsughi
Redação
Blog do Carsughi
Blog do Carsughi
Redação
Blog do Carsughi
Redação
Blog do Carsughi
Blog do Carsughi
Redação
Blog do Carsughi
Redação
Topo