Topo

Fórmula 1


Alonso cogitou deixar a Fórmula 1 em 2017, mas 'gosto amargo' evitou adeus

AP Photo/Michael Conroy
Espanhol cogitou disputar Indy ou Endurance ao longo de 2018, mas mudou de planos para não deixar a Fórmula 1 sem voltar a conquistar bons resultados: 'Eu sabia que me arrependeria pelo resto de minha vida' Imagem: AP Photo/Michael Conroy

Do UOL, em São Paulo

13/03/2018 20h41

Fernando Alonso cogitou deixar a Fórmula 1 no fim de 2017. O objetivo seria disputar a Fórmula Indy ou o Mundial de Endurance ao longo da temporada 2018.

Aos 36 anos, o espanhol vem de temporadas discretas com a McLaren – nos últimos três anos, desde que deixou a Ferrari, não subiu ao pódio. O bicampeão, porém, disse que só não deixou a F-1 porque não queria mudar de categoria com uma imagem negativa.

“Senti que não era a hora de sair – não depois desde resultados, não com este sentimento”, disse Alonso, em declarações publicadas nesta terça-feira pelo site da BBC. “Eu sabia que me arrependeria pelo resto de minha vida e que levaria este gosto amargo pelo resto de minha carreira.”

Nos últimos meses, Alonso tem deixado claro que tem metas a curto prazo fora da Fórmula 1. Em maio, disputou as 500 Milhas de Indianápolis e chegou a liderar a prova antes de um abandono por problemas de motor. De quebra, no começo de 2018, foi confirmado na equipe Toyota para a disputa das 24 Horas de Le Mans no Mundial de Endurance.

Mesmo assim, quer brilhar na F-1 antes de se aposentar da categoria. “Eu definitivamente ainda quero ter sucesso. Há uma questão não resolvida entre a McLaren e eu”, disse.