Topo

Fórmula 1

Por causa do halo, FIA altera luzes do grid de largada da Austrália

AP Photo/Francisco Seco
Com a adoção do halo, sinal da largada será abaixado em 5 metros Imagem: AP Photo/Francisco Seco

Do UOL, em São Paulo

22/03/2018 08h31

A FIA (Federação Internacional de Automobilismo) mudou o posicionamento do sinal de largada na Austrália. A alteração foi feita em virtude da instalação do halo nos cockpits para a temporada 2018.

A prova na Austrália acontece neste domingo, na abertura do Mundial de Pilotos da F-1.

Com a adoção do dispositivo de segurança nos capacetes, os pilotos teriam maior dificuldade em visualizar as luzes laterais do circuito australiano. Segundo o diretor de provas da FIA, Charlie Whiting, as luzes verde e vermelha serão instaladas 5 metros abaixo em relação ao ano passado.

"A pole position parece o pior cenário com o halo – talvez o piloto não consiga enxergar bem as luzes, ou só consegue ver metade delas, e talvez ele precise mover demais a sua cabeça”, disse Whiting ao “Motorsport”.

Para facilitar a adaptação, os pilotos poderão fazer testes aos términos dos treinos de sexta e sábado.

"Com o halo, o que nós pediremos a todos circuitos é que as luzes tenham uma altura padrão. Nós também colocamos um conjunto a mais de luzes, neste caso, no lado esquerdo da pista", acrescentou.

O representante da FIA conta que o posicionamento das luzes havia sido alterado em 2009. Na ocasião, o aumento da traseira dos carros obrigou a FIA a aumentar a altura do sinal do grid de largada. Desta vez, a ordem é deixar mais abaixo.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!