Topo

Fórmula 1

Com três equipes com ritmo para vencer, GP do Bahrein está em aberto

AFP PHOTO / ANDREJ ISAKOVIC
Sebastian Vettel, durante treino no Bahrein Imagem: AFP PHOTO / ANDREJ ISAKOVIC

Julianne Cerasoli

De Manama, no Bahrein

08/04/2018 04h00

Depois dos cinco primeiros colocados no treino classificatório para o GP do Bahrein ficarem separados por menos de meio segundo, a expectativa é de uma batalha forte pela vitória. As Ferrari largam na frente, com Sebastian Vettel na pole e Kimi Raikkonen, que vinha sendo mais rápido que o companheiro nos treinos livres, em segundo. Mas o ritmo da Mercedes e especialmente da Red Bull nos treinos livres foi parecido ao ferrarista, criando a expectativa de uma briga de pelo menos quatro pilotos pela vitória. 

Isso porque a segunda fila será formada por Valtteri Bottas e Daniel Ricciardo. Tendo de se recuperar depois de uma classificação ruim e da perda de três posições no grid devido a uma troca de câmbio, Lewis Hamilton espera uma prova dura, mas tentará uma estratégia diferente, sendo o único do top 10 a largar com pneus macios, mais resistentes, porém mais lentos que os supermacios dos rivais que estão ao seu redor.

“Será provavelmente uma das corridas mais difíceis para nós dos últimos tempos, mas vou fazer tudo o que puder. Pelo menos a estratégia é boa, mas não sei até onde vou conseguir chegar.”

Perguntado pelo UOL Esporte sobre as causas da queda de rendimento da Mercedes em relação ao GP de abertura da temporada, na Austrália, quando fez a pole com sobras, Hamilton disse que não há nada particularmente errado com seu carro. “Foram as Ferrari que melhoraram”, explicou.

Para Daniel Ricciardo, a evolução ferrarista tem muito a ver com a pista do Bahrein. “Eles sempre andam muito bem aqui”, lembrou ao UOL Esporte. “A velocidade deles não me surpreende. Mas esperava que a Mercedes estivesse um pouco mais rápida. Acho legal ter essas incertezas e espero que amanhã esteja ainda mais apertado entre nós. Normalmente nosso carro é melhor na corrida do que na classificação, então estou confiante de que podemos fazer uma boa prova.”

A confiança de Ricciardo tem fundamento: na Austrália, o piloto da casa teve uma punição e fez uma corrida de recuperação, demonstrando um ritmo muito forte quando teve pista livre. Na ocasião, terminou em quarto depois de largar em oitavo, mas a pista do Bahrein facilita muito mais as ultrapassagens que o circuito de Melbourne, outro fator que contribui para deixar a corrida em aberto.

Essa é uma boa notícia para o companheiro de Ricciardo, Max Verstappen, que bateu na classificação e deve dar show largando em 15º. “Tomara que eu consiga passar muitos carros na primeira parte da prova e daí é torcer para um Safety Car juntar todo mundo e deixar a corrida aberta. Nosso carro está rápido, então isso é sempre bom”, disse o holandês.

Com a corrida totalmente em aberto, a largada do GP do Bahrein será às 12h10 deste domingo pelo horário de Brasília. Sebastian Vettel lidera o campeonato depois de ter vencido a etapa de abertura, na Austrália. Ano passado, o alemão venceu a prova barenita.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!