Topo

Fórmula 1

Alonso sai frustrado e reconhece limitação da McLaren: "13º era o máximo"

AFP PHOTO / GREG BAKER
Fernando Alonso quer parar apenas uma vez neste domingo para buscar pontos pela 3ª corrida seguida Imagem: AFP PHOTO / GREG BAKER

Do UOL, em São Paulo (SP)

14/04/2018 06h13

Depois de duas boas corridas na Austrália e Bahrein, Fernando Alonso voltou a se frustrar com o desempenho da McLaren. No treino classificatório para o GP da China, ocorrido neste sábado no circuito de Xangai, o espanhol reconheceu a limitação do monoposto britânico e vê o 13º lugar como o “melhor possível” para a largada deste domingo.

“Queriamos tentar, e a 11ª posição seria o ideal para ser o primeiro fora do Q3 para escolher o pneu, mas não deu. O 13º lugar era o máximo. Agora é tentar somar pontos, estamos em uma boa posição para isso, já que os últimos dois ou três do Q3 sofreram”, declarou Alonso em zona mista.

Apesar da frustração pelo treino insatisfatório, Alonso confia na repetição dos dois fins de semana de prova, quando a McLaren cresceu de desempenho com o carro configurado para a corrida.

Na visão do espanhol, a questão da estratégia a ser adotada passa a ser fundamental para a McLaren brigar por pontos na China. Alonso admitiu já neste sábado que pode realizar apenas uma parada nos boxes para troca de pneus.

“Esperamos diferentes condições e temos que pensar se será melhor fazer uma parada. Os que saíram no Q3 com os pneus ultramacios seguramente vão fazer duas paradas; nós, que estamos fora, podemos fazer apenas uma. Será um dia em que teremos que gerir os pneus da melhor maneira possível”, destacou.

Após anos frustrantes com o motor Honda, Fernando Alonso conquistou importantes resultados nas duas primeiras corridas. Na abertura da temporada em Melbourne, o espanhol terminou em quinto e acabou eleito como o “piloto do dia”. Há uma semana no Bahrein, o bicampeão mundial acabou em sétimo.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!