Topo

Fórmula 1

Toro Rosso pede, mas McLaren se recusa a ceder piloto para vaga de Hartley

Divulgação
Equipe-satélite da Red Bull tentou colocar Lando Norris (foto) na vaga de neozelandês, mas McLaren disse não Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

06/06/2018 15h51

Brendon Hartley vive situação desconfortável na Fórmula 1. Responsável por um ponto na temporada, o neozelandês da Toro Rosso vê sua vaga em perigo, e a própria Red Bull já demonstra a possibilidade de uma dança de cadeiras.

Segundo o site da rede de TV britânica BBC, a Red Bull, proprietária da equipe, procurou a McLaren para tentar um empréstimo de Lando Norris, que pertence ao programa de formação de pilotos do time inglês. Norris, de 18 anos, compete atualmente na Fórmula 2.

A ideia era colocar o novato na vaga de Brendon Hartley já nas próximas corridas. A McLaren, porém, preferiu manter seu jovem piloto na categoria de acesso.

“Não estamos surpresos que outras equipes procuram nossos pilotos. Eles claramente acreditam que eles são tão talentosos quanto acreditamos”, afirmou um porta-voz da McLaren. A Toro Rosso, por sua vez, não se pronunciou a respeito.

Lando Norris é cotado para assumir uma das duas vagas da McLaren na temporada 2019 da Fórmula 1. A equipe, no entanto, depende da definição do futuro de Fernando Alonso – o espanhol ainda não deixou claro se estará na Fórmula 1, no Mundial de Endurance ou na Fórmula Indy no próximo ano.

A possível saída de Brendon Hartley não seria a primeira de um piloto da Toro Rosso no decorrer de uma tempora. Nos últimos anos, nomes como Scott Speed (substituído em 2007 por Sebastian Vettel), Sébastien Bourdais (trocado em 2009 por Jaime Alguersuari) e Daniil Kvyat (sacado em 2017 para a estreia de Pierre Gasly) também perderam suas vagas.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!