Topo

Fórmula 1

Novato surpreende na estreia e fica perto de vaga de Raikkonen na Ferrari

Reprodução
Charles Leclerc Imagem: Reprodução

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Le Castellet (FRA)

26/06/2018 05h50

De um lado, Kimi Raikkonen já mandou o recado de que está pronto para renovar seu contrato com a Ferrari por mais um ano. De outro, crescem os rumores de que o time italiano já tomou sua decisão: de contratar o novato Charles Leclerc para o lugar do finlandês para o ano que vem.

O UOL Esporte apurou em Paul Ricard, onde a F-1 disputou a oitava etapa do campeonato no último final de semana, que a informação da contratação de Leclerc vem de dentro do time italiano, mas existe a dúvida se isso é um fato, ou se trata-se de um rumor espalhado pela própria equipe para motivar Raikkonen, que atualmente é apenas o quinto colocado na temporada.

As performances de Leclerc, contudo, vêm chamando a atenção. O monegasco de 20 anos, que faz seu primeiro ano na F-1, classificou-se em oitavo com uma Sauber na França e pontuou três vezes nas últimas quatro corridas com, teoricamente, o segundo pior carro do grid.

Leclerc está na Sauber por conta de sua relação com a Ferrari. Ele faz parte do programa de desenvolvimento de pilotos ferrarista e é empresariado por Nicolas Todt, filho de Jean Todt. O monegasco não esconde que está trabalhando para correr pela Scuderia.

“Pilotar aquele carro vermelho é um sonho de criança, espero chegar lá um dia mas agora devo me concentrar exclusivamente neste ano. Não acredito que seria positivo me distrair. Claramente farei de tudo para estar pronto, mas não sei o que vai acontecer ano que vem”, disse.
Seu atual chefe, Frederic Vasseur, por sua vez, trabalha para mantê-lo com os pés no chão na Sauber.

“Não é porque você está tendo bons resultados em duas ou três corridas que será o campeão do mundo em seis meses. Ele tem de seguir focado, ir passo a passo. Acho que isso é o mais importante para ele e estou forçando muito para mantê-lo motivado. E ele estará.”

O argumento principal contra a ida de Leclerc à Ferrari é sua juventude, uma vez que a Scuderia costuma contratar pilotos mais experientes. Porém, um dos ídolos ferraristas das últimas décadas, Jean Alesi, lembrou em Paul Ricard que a história do monegasco é vem semelhante a sua.

“Depois de correr pela Tyrrell, cheguei a Maranello aos 25 anos e diziam que não deveriam ter contratado um piloto tão jovem. Meu companheiro era Alain Prost e, com ele, aprendi tudo o que usei ao longo da minha carreira.”

No caso de Leclerc, o companheiro seria outro tetracampeão, Sebastian Vettel. Teria isso ele quem bloqueou as negociações com o outro grande candidato à vaga, Daniel Ricciardo, além do alto valor que os empresários do australiano teriam pedido.

Depois de Lewis Hamilton vencer o GP da França e tirar Vettel da liderança do campeonato, a F-1 volta já neste final de semana, no GP da Áustria.

Confira os horários do GP da Áustria

Sexta-feira
Treino livre 1: 6h
Treino livre 2: 10h

Sábado
Treino livre 3: 7h
Classificação: 10h

Domingo:
Corrida: 10h10