Topo

Fórmula 1

Schumacher citou Senna como ídolo em última entrevista antes de acidente

Reprodução
Schumacher em entrevista inédita antes do acidente Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

21/11/2018 11h38

Nesta quarta-feira (21), a família de Michael Schumacher publicou uma entrevista inédita concedida pelo alemão poucos meses antes do grave acidente que sofreu em dezembro de 2013. Durante o bate-papo realizado em 30 de outubro de 2013, o ex-piloto citou o brasileiro Ayrton Senna como ídolo de infância.

Leia também:

“Na minha época de karting, quando eu era jovem, acompanhava muito Ayrton Senna e Vincenzo Sospiri. Eu os admirava porque eram ótimos pilotos”, falou Schumacher, no momento em que foi perguntado se ele teve um ídolo de infância.

Michael também falou sobre a carreira vitoriosa na Fórmula 1. O ex-piloto disse que o título que o mais deixou entusiasmado foi o de 2000, com a Ferrari. “O mais emocionante foi, sem dúvida, o de Suzuka. Depois de 21 anos sem mundiais e quatro anos comigo falhando, finalmente ganhamos”.

Segundo Schumacher, o piloto a quem ele mais respeitou durante o período em que disputou a Fórmula 1 foi Mika Häkkinen. “Pelas grandes batalhas e uma relação privada muito estável”, declarou.

Durante a entrevista, Michael também relata suas tentativas de evoluir na Fórmula 1, ele reparava em todos os competidores para obter o máximo de aprendizado possível. “Para se desenvolver e dar um passo à frente, você não precisa apenas olhar para o carro, tem que olhar para si mesmo, outros pilotos e não apenas os que estão à sua frente. Todo mundo tem algo especial que eu gosto de saber”.

Michael Schumacher vive recluso na Suíça desde o acidente de esqui que sofreu em 29 de dezembro de 2013. Desde então, poucas notícias foram divulgadas sobre ele. Apenas familiares e amigos muito próximos tem contato com o ex-piloto de 49 anos.