Topo

Fórmula 1


Pilotos lamentam possível saída de Interlagos; Vettel pede 2 GPs no Brasil

Lars Baron/Getty Images
Vettel ganhou seu terceiro título, em 2012, em Interlagos Imagem: Lars Baron/Getty Images

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Barcelona (ESP)

2019-05-11T04:00:00

11/05/2019 04h00

A notícia de que o GP do Brasil poderia mudar de São Paulo para uma nova pista a ser construída no Rio de Janeiro foi recebida com um misto de cautela e nostalgia entre os pilotos da Fórmula 1. É difícil encontrar no paddock um piloto que não goste do circuito de Interlagos. Ao UOL Esporte, Sebastian Vettel chegou a propor que o Brasil receba duas etapas por ano.

"Eu realmente amo Interlagos. São poucas as corridas em que há uma chance tão grande de termos uma prova boa como lá. Sempre aconteceram coisas impossíveis de prever nos 10 anos em que corri lá. Eu teria saudade, seria uma pena. Deveríamos ter duas corridas no Brasil. Temos tantos fãs lá, tanta empolgação. Não conheço o projeto da pista do Rio, mas seria muito difícil bater Interlagos. Talvez seja mais fácil deixar a corrida lá."

Outro piloto que tem motivos para gostar de Interlagos, palco de sua única pole position e também de uma corrida em que liderou, pilotando pela Force India, na chuva, Nico Hulkenberg foi irônico ao comentar a possível saída do circuito do calendário. "Eu deixaria cair uma lágrima", disse, antes de sugerir um crowdfunding e, a exemplo, de Vettel, falar em realizar duas corridas no Brasil. "É um país grande", justificou.

Um dos poucos que conhece o Rio de Janeiro, pois acompanhou a esposa e ex-nadadora Emilia Bottas nas Olimpíadas, Valtteri Bottas também disse que Interlagos faria falta. "São Paulo faz parte da F1 há muito tempo e lembro de ver várias corridas lendárias lá, é um circuito que traz muitas lembranças. E também sempre há muitos torcedores lá. Por outro lado, eu estive no Rio para as Olimpíadas e achei um lugar bem legal e acho que eles poderiam fazer uma pista boa. E não acho que seria impossível que as pessoas de São Paulo viajassem para lá", disse o finlandês ao UOL Esporte.

Carlos Sainz, da McLaren, seguiu na mesma linha. "Gosto de Interlagos porque é uma pista das antigas, então seria perder uma pista histórica na F1, mas não tenho nada contra o Rio. Se a corrida tiver de mudar por questões políticas ou algo do tipo, só espero que a pista nova seja divertida e permita ultrapassagens".

O atual contrato de Interlagos garante a corrida no circuito em 2019 e 2020. Os promotores estão negociando a renovação, enquanto a proposta no Rio é construir um autódromo na região de Deodoro usando recursos privados. A pista estaria pronta já para 2020 caso a F1 quisesse romper o atual acordo. Na quarta-feira, o presidente Jair Bolsonaro anunciou a assinatura de uma carta de intenção para transferir a corrida de São Paulo para o Rio.