Topo

Fórmula 1


Piloto mais desejado do mercado, Verstappen vira prioridade na Red Bull

Max Verstappen, piloto da Red Bull em 2019 - William West/AFP
Max Verstappen, piloto da Red Bull em 2019 Imagem: William West/AFP

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Barcelona (ESP)

12/05/2019 04h00

Os contratos das grandes estrelas da Fórmula 1 só acabam no final de 2020, mas um piloto já emerge como o mais desejado: Max Verstappen vai chegar ao fim de seu atual acordo com a Red Bull com cinco temporadas em um time grande e apenas 23 anos. Não por acaso, o holandês convive com rumores do interesse de Ferrari e Mercedes.

Além de Verstappen, Lewis Hamilton, na Mercedes, e Sebastian Vettel, na Ferrari, têm contrato até o fim do ano que vem. Ambos, contudo, já afirmaram não ter certeza se pretendem seguir na categoria e esperam uma definição a respeito do novo regulamento, que trazer grandes mudanças e ser divulgado na segunda metade deste ano. Aos final de seus contratos, Hamilton estará perto dos 36 anos no final de 2020 e Vettel terá 33.

Manter Verstappen é particularmente importante para o projeto da Red Bull, que vem tendo dificuldades de justificar os altos gastos à empresa de energéticos desde que deixou de lutar por campeonatos, em 2014. Não por acaso, o time vem constantemente ameaçando deixar a categoria. Além disso, seu programa de desenvolvimento de pilotos não tem outro piloto pronto para ocupar o espaço do holandês.

O chefe da Red Bull, Christian Horner, só comenta sobre a situação atual do contrato de Verstappen. "Ele tem um contrato e está muito claro qual é sua posição. Estou totalmente confiante de que ele estará aqui ano que vem."

Já o consultor da Red Bull, Helmut Marko, chegou a dizer que o chefe da Mercedes, Toto Wolff, mantém contato estreito com o holandês, informação que foi negada pelo próprio piloto. "Ele nunca liga para mim. Sequer tem meu número!", garantiu.

Wolff, por sua vez, diz ter se divertido com os rumores. "Nunca falei com ele no telefone. Falo com o pai dele sobre bebês e kart, quando vamos colocar os nossos bebês para correrem juntos e qual equipe vamos formar. Não falamos sobre Max e seu contrato."

Verstappen esteve perto de ser piloto Mercedes em 2014, mas assinou com a Red Bull porque Marko lhe deu a chance de queimar etapas e ir direto da F3 para a F1, logo no ano seguinte. Rumores também ligam, há tempos, o holandês à Ferrari: desde sua estreia, fala-se da possibilidade dele ir a Maranello, algo que voltou a ser cogitado nos últimos meses devido ao descontentamento da mídia italiana com Vettel e suas declarações deixando em aberto sua permanência na F-1 após 2020.

Neste domingo, a Fórmula 1 realiza a quinta etapa no Circuito da Catalunha, na Espanha.