Topo

Fórmula 1


Ferrari erra feio, e Lewis Hamilton larga na pole no GP de Mônaco

Piloto inglês da Mercedes marca novo recorde do circuito de Monte Carlo em 85ª pole da carreira - Boris Horvat/AFP
Piloto inglês da Mercedes marca novo recorde do circuito de Monte Carlo em 85ª pole da carreira Imagem: Boris Horvat/AFP

Do UOL, em São Paulo

25/05/2019 11h03

De luto e recheado de homenagens ao tricampeão mundial Niki Lauda, que morreu no começo da semana, o treino classificatório da sexta etapa da temporada 2019 da Fórmula 1 definiu o inglês Lewis Hamilton como pole position no GP de Mônaco, com tempo de 1min10s166, recorde da pista. O finlandês Valtteri Bottas, companheiro da Mercedes, largará na segunda colocação, com Max Verstappen (HOL/Red Bull) em terceiro e Sebastian Vettel (ALE/Ferrari) na sequência.

Pierre Gasly (FRA/Red Bull Racing), Kevin Magnussen (DIN/Haas), Daniel Ricciardo (AUS/Renault), Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso), Carlos Sainz Jr (ESP/McLaren) e Alexander Albon (TAI/Toro Rosso) completam as outras filas após o Q3.

É a 85ª vez que o pentacampeão larga em primeiro na Fórmula 1 em um treino em que a Ferrari errou feio na estratégia. "Essa pole tem um significado muito grande para mim, estou feliz demais. É a corrida que todo piloto sonha, você põe tudo de si. Chegamos com um ótimo carro e essa pole significa muito", disse Hamilton, que vibrou e subiu nas grades do circuito de Monte Carlo para comemorar o feito.

VEJA TAMBÉM

Charles Leclerc, o piloto da casa e que foi o mais rápido na terceira etapa de treinos livres, caiu logo no Q1, ao lado de Sergio Perez (MEX/Racing Point), Lance Stroll (CAN/Racing Point), George Russell (ING/Williams) e Robert Kubica (POL/Williams). A Ferrari segurou o monegasco nos boxes acreditando que ele já estaria garantido no Q2 pelo tempo obtido anteriormente, mas a estratégia falhou e Vettel, que estava na zona de eliminação, se salvou de ficar fora no último segundo e empurrou Leclerc para fora do Q2.

Vettel, inclusive, havia tido problemas nos treinos livres, quando Leclerc se destacou, ao bater logo no início da terceira etapa ao perder o ponto da freada. A Ferrari havia acertado os problemas e seus mecânicos ganharam elogios no começo do treino classificatório. A Mercedes havia dominado os dois primeiros treinos livres, na sexta-feira.

No Q2, caíram Nico Hulkenberg (ALE/Renault), Lando Norris (ING/McLaren), Romain Grosejan (FRA/Haas), Kimi Raikkonen (FIN/Alfa Romeo) e Antonio Giovinazzi (ITA/Alfa Romeo).

O GP de Mônaco ocorre amanhã, às 10h10.

Divulgação/Mercedes
Imagem: Divulgação/Mercedes

Veja o grid de largada do GP de Mônaco

1º - Lewis Hamilton (ING/Mercedes)
2º - Valtteri Bottas (FIN/Mercedes)
3º - Max Verstappen (HOL/Red Bull Racing)
4º - Sebastian Vettel (ALE/Ferrari)
5º - Pierre Gasly (FRA/Red Bull Racing)
6º - Kevin Magnussen (DIN/Haas)
7º - Daniel Ricciardo (AUS/Renault)
8º - Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso)
9º - Carlos Sainz Jr (ESP/McLaren)
10º - Alexander Albon (TAI/Toro Rosso)
11º - Nico Hulkenberg (ALE/Renault)
12º - Lando Norris (ING/McLaren)
13º - Romain Grosjain (FRA/Haas)
14º - Kimi Raikkonen (FIN/Alfa Romeo)
15º - Antonio Giovinazzi (ITA/Alfa Romeo)
16º - Charles Leclerc (MON/Ferrari)
17º - Sergio Perez (MEX/Racing Point)
18º - Lance Stroll (CAN/Racing Point)
19º - George Russell (ING/Williams)
20º - Robert Kubica (POL/Williams)