! "Inacreditável", diz Schumacher sobre GP da França - 04/07/2004 - UOL Esporte - F-1

UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  04/07/2004 - 13h14
"Inacreditável", diz Schumacher sobre GP da França

Da Redação
Em São Paulo

"Inacreditável", diz Michael Schumacher sobre sua vitória no Grande Prêmio da França, neste domingo. O piloto alemão, no entanto, não elogiou apenas a sua nona conquista nesta temporada, mas também o trabalho da escuderia Ferrari que agiu rápido, mudando sua estratégia, para que ele assumisse a ponta sobre o espanhol da Renault, Fernando Alonso.

Adotando quatro pit stops, um a mais que a maioria de seus rivais, Schumacher conseguiu ultrapassar Alonso nos boxes e manter a liderança. "Nós sabíamos que era muito otimista, mas sem risco, sem emoção", diz o piloto da Ferrari sobre a tática escolhida.

"Foi simplesmente brilhante, não apenas a estratégia, mas também o trabalho da equipe. Inacreditável. A temporada está melhor do que nós esperávamos. Eu achei que esta corrida, em particular, seria muito mais difícil", analisa o líder da temporada com 90 pontos.

Alonso, que adotou uma estratégia parecida com aquela que Schumacher já tem como marca registrada, diz ter errado na quantidade de combustível. Ainda na liderança do GP, o piloto espanhol puxou o ritmo para abrir vantagem sobre o rival e fazer o pit stop ainda na frente. A tática, no entanto, só funcionou até o segundo pit, quando Schumacher acelerou o passo e assumiu a primeira posição.

"Colocar muito combustível funcionou como uma punição", diz Alonso. "O segundo lugar foi o máximo que conseguiríamos atingir hoje, de qualquer jeito."

Já o terceiro colocado na corrida, o brasileiro Rubens Barrichello, recebeu os elogios dos dirigentes da Ferrari. Com uma ultrapassagem sobre Jarno Trulli, da Renault, na última curva da corrida, ele conseguiu ir ao pódio depois de largar em décimo.

"Ele fez uma corrida incrível. Décimo na classificação, ele conseguiu se colocar na posição correta e foi rápido quando precisou", elogia Ross Brawn, diretor técnico do time. "Faltando quatro ou cinco voltas para o final eu disse para o Rubens que seria muito bom tê-lo no pódio", conta o dirigente.

Sobre a ultrapassagem, Barrichello a atribui a um erro do adversário. "Eu acho que o Jarno acabou cometendo um erro na saída da curva 13 e eu pude aumentar o ritmo para ultrapassá-lo depois", explica o brasileiro.

Com o resultado do GP francês, Schumacher está 22 pontos na frente de Barrichello, o vice-líder, no Mundial de Pilotos. A Ferrari também lidera, com 158 pontos contra 79 da Renault, a segunda.

Veja a classificação dos Mundiais de pilotos e de construtores da F-1.

Veja o calendário e saiba mais sobre as provas desta temporada da F-1.

Saiba mais sobre os pilotos e as equipes da temporada 2004.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias