UOL Esporte Futebol Americano
 
16/01/2009 - 07h15

"Cinderelas", Ravens e Eagles desafiam lógica e buscam Super Bowl

Fernando Narazaki
Em São Paulo
Eles lutaram até a última semana da temporada regular para conseguir a vaga aos playoffs, foram à fase decisiva com a missão de jogar todas as partidas longe de seus domínios, mas Baltimore Ravens e Philadelphia Eagles reverteram a lógica da NFL (Liga dos EUA de Futebol Americano) e jogam neste domingo para selar de vez uma notável reação sem precedentes na modalidade.

AS "CINDERELAS" DA NFL
EFE
Ravens comemoram vitória sobre Titans e tentam neste domingo fazer nova vítima
EFE
Na Nacional, McNabb é aposta dos Eagles para surpreender de novo e ir à decisão
FINALISTAS DERRUBAM TABUS
MAIS SOBRE FUTEBOL AMERICANO
As duas equipes disputam as finais das conferências, algo que jamais ocorreu de forma simultânea para os times que chegaram aos playoffs com a pior pré-classificação. Ravens e Eagles foram os sextos colocados de cada uma das conferências (Americana e Nacional, respectivamente), ganharam dois jogos na fase final como visitantes para alcançarem o improvável e serem chamados de "Cinderelas" pela imprensa local em alusão ao conto de fadas.

Neste domingo, a equipe de Filadélfia visitará o Arizona Cardinals, às 18h (de Brasília, com transmissão da BandSports), enquanto o time de Baltimore desafiará o Pittsburgh Steelers, às 21h30 (com transmissão da ESPN) para saber quais serão as franquias que decidirão o Super Bowl em 1º de fevereiro, na cidade de Tampa Bay.

Se Ravens e Eagles forem à final, um deles entrará para um grupo seletíssimo. Até hoje, a NFL só viu um time chegar ao playoff com a pior pré-classificação e sair com o título. Foi o Pittsburgh Steelers, sexto da Conferência Americana em 2005 e que levou o Super Bowl ao vencer o Seattle Seahawks por 21 a 10, após eliminar Cincinnati Bengals (31 a 17), Indianapolis Colts (21 a 18) e Denver Broncos (34 a 17), todos fora de casa.

Antes dos Steelers, New England Patriots (em 1985) e Dallas Cowboys (em 1975) foram ao Super Bowl, apesar de ter a pior pré-classificação, mas acabaram derrotados. Na ocasião, os cinco melhores de cada lado disputavam os playoffs, e as duas equipes citadas ocuparam a última posição entre os classificados.

Para se ter uma ideia do feito alcançado por Eagles e Ravens neste ano, apenas outros sete times foram às finais da conferência sendo o pior cabeça-de-chave dos playoffs, mas nunca houve uma edição em que os dois "piores" de cada lado foram tão longe simultaneamente.

Nas últimas duas temporadas, por exemplo, o sexto de cada conferência foi derrotado logo na primeira rodada do playoff. Tennessee Titans (sexto da Americana) e Washington Redskins (sexto da Nacional) caíram em 2007, enquanto Kansas City Chiefs e New York Giants foram os superados no ano anterior.

Mas, desta vez, os "piores" trataram de derrubar todos os prognósticos. O Baltimore Ravens contou com um trabalho impecável da defesa para despachar Miami Dolphins (27 a 9) e Tennessee Titans (13 a 10), ambos fora de casa. Neste domingo, o adversário, porém, tem a mesma virtude. Os Steelers contam com a melhor defesa da NFL e ainda contam com o fato de terem vencido os dois jogos contra os Ravens na temporada regular.

Para surpreender, a equipe de Baltimore sabe que precisará anular o quarterback Ben Roethlisberger e superar a forte defesa comandada por James Harrison (quarto melhor em sacks) e Troy Polamalu (segundo em interceptações). Ao mesmo tempo, o novato quarterback Joe Flacco precisa evitar a inconstância mostrada contra os Titans, e esperar outra atuação brilhante de Ed Reed, o melhor em interceptações na NFL.

Já na Conferência Nacional, o duelo será de quarterbacks. O veterano Kurt Warner, de 37 anos, lidera os Cardinals contra o talentoso Donovan McNabb, de 32 anos, dos Eagles. Os dois são especialistas em lançamentos longos e já conseguiram mais de 25 touchdowns na temporada, fato que apenas outros seis atletas da função obtiveram na edição 2008-2009 da Liga.

A diferença é que dois wide receivers dos Cardinals (Larry Fitzgerald e Anquan Boldin) lideram o ranking dos atletas com mais touchdowns em passes, enquanto os Eagles confiam mais na corrida de Brian Westbrook na hora de obter a pontuação máxima do esporte. Esta decisão da Conferência Nacional, aliás, marcará a primeira vez na história que nenhum dos três melhores classificados estarão presentes, já que os Cardinals ficaram com a quarta posição na temporada regular.

Após a noite deste domingo, Ravens e Eagles saberão se continuarão o seu conto de Cinderela até a cidade de Tampa Bay, ou se terão a trajetória encerrada na luta para igualar o feito dos Steelers de 2005.

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host