UOL Esporte Futebol Americano
 
04/08/2010 - 10h18

Vikings estudam aumentar de salário de Favre; colegas 'perdidos' com indefinição

Das agências internacionais
Em Makota (Estados Unidos)
  • Quarterback Brett Favre, do Minnesota Vikings, ainda não definiu se vai se aposentar ou não

    Quarterback Brett Favre, do Minnesota Vikings, ainda não definiu se vai se aposentar ou não

Tudo ia bem nos treinos do Minnesota Vikings até que uma notícia caiu como uma bomba para a equipe: a possível aposentadoria do quarterback e líder do time, Brett Favre. Apesar de ainda não confirmar a informação, o jogador teria dito a membros da equipe que não voltará às competições na temporada já que seu tornozelo esquerdo, lesionado na final da conferência nacional em 2009, não está totalmente recuperado.

Para tentar fazer o atleta mudar de ideia - se é que a notícia é real -, os dirigentes dos Vikings já pensam em oferecer mais dinheiro ao histórico lançador. Inicialmente, Favre receberia US$ 13 milhões para disputar a próxima temporada, mas a franquia já aceita injetar mais US$ 3 milhões no montante para fazê-lo adiar a aposentadoria pela terceira vez.

Enquanto a situação não se define, os jogadores do Minnesota se mostram perdidos em meio aos boatos. Eles relatam que nos primeiros dias dos treinamentos o quarterback estava confiante em fazer uma boa temporada. Ainda sem saber se poderão contar com o veterano ou não, os companheiros de time se dividem nas opiniões.

"Ele [Favre] disse a alguns jogadores da nossa equipe que vai se aposentar", afirmou o tight end Visanthe Shiancoe. "Ele não me contou ainda. Vou ver o meu telefone agora, mas não foi dito publicamente e eu ainda não sei em que acreditar", completou.

"Eu o amo e ele se reserva ao direito de fazer o que quiser", disse o defensive end Jared Allen. "Nós, obviamente, amamos tê-lo como um companheiro. Nós gostaríamos de tê-lo de volta. Mas até não ser oficial não vou acreditar”, afirmou.

O running back Adrian Peterson diz acreditar em sua intuição, e confia que Favre vai lançar a bola no 09 de setembro, estreia da equipe na temporada contra o New Orleans Saints. E é isso que o receiver Lance Moore também espera ver.

"Eu não acredito nisso", disse Moore. “Tão competitivo como ele é, eu ficaria chocado se ele não estivesse aqui para abrir a temporada", completou.

O proprietário da franquia, Zygi Wilf, e os vice-presidentes Rick Spielman e Rob Brzezinski, têm passado longas horas conversando durante os treinos e também debatendo a situação em reuniões pelas madrugadas. O treinador Brad Childress é outro que diz não saber se poderá contar com o jogador.

"Não me surpreenderia uma escolha ou outra, se ele optar por jogar ou se ele optar por se aposentar", disse Childress. "Acho que todos nós podemos viver com isso de qualquer maneira. O melhor é que ele está em paz com ele mesmo", afirmou.

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host