UOL Esporte Futebol Americano
 
EFE/Andrew Gombert

Eli Manning se machuca e sangra na partida entre Giants e Jets no New Meadowlands

17/08/2010 - 00h29

Giants vencem Jets em jogo festivo, mas Eli Manning deixa campo sangrando

Do UOL Esporte
Em São Paulo

Tinha tudo para ser uma festa. Pela primeira vez, o New Meadowlands Stadium, palco de Estados Unidos x Brasil na última semana, recebia um jogo de futebol americano, pela pré-temporada da NFL. Mais do que isso, o duelo entre dois rivais locais, New York Jets e New York Giants, time de Eli Manning, que venceu a partida por 31 a 16. Mas, no fim, o resultado pouco importou, já que o quarterback, um dos melhores da liga, saiu de campo sangrando.

DUELO DAS CORES

  • Reuters/Lucas Jackson

    O New Meadowlands Stadium vai imitar a Allianz Arena, de Munique. O estádio nos EUA vai abrigar os jogos de Jets e Giants daqui para a frente, assim como a arena alemã recebe as partidas de Bayern de Munique e Munique 1860.

    Para agradar todas as torcidas, a saída alemã foi usar iluminações com as cores do time mandante. Assim, quando o Bayern atua, o estádio se pinta de vermelho.

    O "jeitinho" será repetido nos EUA. Nesta segunda, o New Meadowlands Stadium estava iluminado de verde, já que o mando era dos Jets.

No início do segundo quarto, Manning comandava o ataque dos Giants quando foi atingido e sofreu um grande corte na testa. Instantes depois, o sangue escorria, e ele deixou o campo ovacionado, mas não retornou à partida.

No lance, Manning estava com a bola em sua mão direita e tentava uma conversão de terceira jogada a cinco jardas da linha de touch down dos Jets. Quando se preparava para lançar, foi atingido primeiro por seu companheiro de equipe, Brandon Jacobs, que tocou o braço do quarterback, fazendo com que ele perdesse o controle da bola.

Enquanto Manning tentava recuperar a bola, o linebacker dos Jets, Calvin Pace, atingiu o rival na altura da cintura, fazendo com que o quarterback perdesse seu capacete. Na queda, ele se cortou ao bater o rosto em Jim Leonhard, safety do time rival, e em Jacobs, que acompanhava o lance de perto.

A estrela dos Giants colocou a mão na testa ainda enquanto se levantava, e as câmeras de TV e os fotógrafos flagraram grande quantidade de sangue. Ele rapidamente deixou o gramado, amparado por integrantes do staff da equipe, e não voltou mais para o campo.

De acordo com o nota oficial veiculada no site dos Giants, Manning levou 12 pontos no local. Ele passou por exames de raio-X ainda no estádio, e o resultado foi negativo. Além disso, o quarterback não mostrou sinais de concussão e foi liberado pelos médicos da equipe para ir para casa.

“Eu me sinto bem, estou normal. Tudo foi culpa minha. Eu chamei uma jogada com a opção de um ‘fade’, que foi a minha tentativa, mas Brandon já estava correndo pelo centro, à minha direita. Às vezes, você comete um erro e é atingido na cabeça”, afirmou Manning, ao site da equipe.

NADA DEMAIS?

Às vezes, você comete um erro e é atingido na cabeça

Eli Manning, tentando explicar como se machucou na partida diante dos Jets

“É a pré-temporada, você aprende com isso. Eu estarei de volta o mais rápido que eu puder. De verdade, não é uma lesão, não é nada sério. Eu realmente sinto que, se eu pudesse voltar ao campo, eu estaria jogando agora”, completou.

Todas as equipes da NFL terão quatro jogos na pré-temporada, que começou no dia 8 deste mês. Os Giants voltam a atuar no sábado, contra o Pittsburgh Steelers, fora de casa. A temporada regular tem início no dia 9 de setembro, com a partida entre New Orleans Saints, atual campeão, e Minnesota Vikings, em New Orleans.

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host