Esporte

Agência antidoping dos EUA ajuda NFL a investigar Peyton Manning

 Jeff Zelevansky/Getty Images/AFP
Peyton Manning está sendo investigado por possível doping em 2011 Imagem: Jeff Zelevansky/Getty Images/AFP

Do UOL, em São Paulo

29/01/2016 12h48

A apenas nove dias do Super Bowl 50, o quarterback Peyton Manning precisa se preocupar não apenas com o confronto do Denver Broncos diante do Carolina Panthers, mas também com uma investigação por doping. A Agência Antidoping dos Estados Unidos (USADA) confirmou que está ajudando a NFL a se aprofundar no caso.

O caso estourou no mês passado, quando uma reportagem da Al Jazeera mostrou que em 2011 a mulher de Manning, Ashley, recebeu entregas de hormônio de crescimento de uma clínica de Indanapolis. A substância é proibida pela liga.

Em 2011, seu último ano pelo Indianapolis Colts antes de se transferir para os Broncos, o quarterback ficou fora de toda a temporada por causa de problemas no pescoço, que precisaram de cirurgia. A suspeita é que ele tenha usado o hormônio para se recuperar da lesão na época.

Manning se defendeu dizendo que a insinuação de que ele teria se dopado é "lixo desde o primeiro dia, e continua sendo agora". O Super Bowl 50 acontece em 7 de fevereiro, em Santa Clara, na Califórnia.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo