Favorito a herói do Super Bowl já foi preso e gera polêmica com comemoração

Do UOL, em São Paulo

Em sua quinta temporada na NFL, o quarterback Cam Newton consolidou-se com um dos principais jogadores da liga e é a grande esperança do Carolina Panthers para conquistar o primeiro título de sua história, contra o Denver Broncos, no Super Bowl 50, neste domingo.

Porém, não é só dentro de campo que Newton chama a atenção. O favorito ao prêmio de melhor jogador da temporada acumula polêmicas na carreira desde os tempos em que atuava no esporte universitário e é conhecido pelas comemorações irreverentes que costumam incomodar os adversários. 

Furto de laptop e dinheiro ilegal na universidade

Sam Greenwood/Getty Images

Newton foi recrutado pela Universidade da Florida em 2007, mas atuou pouco em sua primeira temporada e ficou na reserva do ídolo local Tim Tebow. Em novembro de 2008, envolveu-se em sua primeira polêmica: foi preso acusado de furtar um laptop e acabou suspenso por tempo indeterminado pela faculdade. Após um mês, o quarterback aceitou passar por um programa de reabilitação do tribunal e teve as acusações retiradas.

Três dias antes de seu time vencer o campeonato daquela temporada, porém, Newton voltou a se envolver em polêmica com a Universidade da Flórida ao abandonar a instituição e se transferir para uma pequena universidade no Texas.

Durante este período, seu pai recebeu propostas e pediu dinheiro a grandes universidades que desejavam contar com Newton. Receber para jogar futebol universitário é proibido nos Estados Unidos, o que fez com que o pai do quarterback fosse punido.

A carreira de Newton deu uma guinada a partir de 2010, quando se transferiu para a Universidade de Auburn e se transformou em ídolo da torcida ao liderar a entidade na conquista do título nacional. Seu desempenho rendeu o prêmio de melhor jogador universitário daquela temporada.

Comemoração polêmica e fraturas após acidente de carro

Sean Gardner/Getty Images

Selecionado na primeira escolha do Draft de 2011, Newton se destacou logo em seu primeiro ano como profissional e foi eleito o novato da temporada. Além do desempenho em campo, passou a chamar a atenção por sua comemoração imitando o Super-Homem.

A brincadeira, porém, nem sempre é bem aceita na NFL e já foi considerada desrespeitosa pelos adversários. Em 2014, foi o motivo de uma uma confusão generalizada envolvendo atletas dos Panters e do New Orleans Saints.

Ainda em 2014, Newton envolveu-se em um acidente de trânsito e capotou com sua caminhonete em Charlotte após a colisão com outro carro. O resultado foi duas vértebras fraturadas.

AP Photo/Skip Foreman

Temporada quase perfeita e declarações polêmicas em 2015-16

Newton tem sido um dos principais nomes desta temporada. Fez 35 touchdowns na fase regular e quase levou o time invicto aos playoffs, perdendo apenas um jogo em 16 disputados. Mas as polêmicas não o abandonaram.

As comemorações ficaram mais ousadas, com direito ao 'Super-Homem' e dancinhas. Também não economizou nas declarações, como quando afirmou que nunca houve um quarterback afro-americano igual a ele. Terminar a competição com a taça e eleito o melhor jogador da temporada daria ainda mais combustível ao polêmico quarterback. 



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos