Jogador da NFL se ajoelha durante hino americano em protesto contra Trump

Do UOL, em São Paulo

  • Christian Petersen/Getty Images

    Mike Evans protestou durante execução do hino americano

    Mike Evans protestou durante execução do hino americano

A eleição de Donald Trump como presidente dos Estados Unidos durante a última semana gerou protesto durante a rodada de domingo da NFL (liga de futebol americano). Jogador do Tampa Bay Buccaneers, Mike Evans ficou ajoelhado durante a execução do hino americano antes do duelo contra o Chicago Bears.

Após a vitória do seu time por 36 a 10, o "wide receiver" explicou que as razões de seu protesto foram diferentes das de Colin Kaepernick. O quarterback do San Francisco 49ers iniciou na pré-temporada da liga o gesto de se ajoelhar durante o hino, mas como forma de se manifestar contra a injustiça racial no país.

"Eu disse isso há algum tempo. Quando [Donald Trump] lançou a candidatura, eu pensei que era uma piada, e a piada continuou. Eu não sou uma pessoa muito ligada à política, mas eu tenho bom senso. E eu sei quando algo não está certo", disse o jogador, que promete manter o protesto nos próximos jogos.

"Eu não quero desrespeitar os veteranos ou qualquer outra coisa. Tenho uma eterna dívida aos homens e as mulheres que servem neste país. Mas as coisas que estão acontecendo na América ultimamente, eu não vou apoiar isso", completou.

Em nota oficial, o Tampa Bay Buccaneers disse que respeita o protesto do jogador, mas não incentiva. "Encorajamos todos os membros de nossa organização a honrar respeitosamente nossa bandeira durante o jogo do hino nacional. Também reconhecemos o direito constitucional de cada indivíduo à liberdade de expressão, que é crucial para os princípios americanos que prezamos", disse.

Quer receber notícias do futebol americano de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos