Não é só o marido da Gisele. Veja curiosidades do quarentão Tom Brady

Do UOL, em São Paulo

  • Stew Milne-USA TODAY

    Tom Brady com a taça do último Super Bowl durante desfile em Boston

    Tom Brady com a taça do último Super Bowl durante desfile em Boston

Nesta quinta-feira (3), Tom Brady, pentacampeão da NFL pelo New England Patriots, completa 40 anos de idade. Conhecido no Brasil por seu casamento com Gisele Bündhcen, o quarterback é um dos maiores jogadores de futebol americano da história, com carreira cheia de curiosidades.

Após ser escolhido apenas na sexta rodada do Draft, Brady se consolidou e se tornou dono da maior quantidade de títulos entre todos os quarterbacks que passaram pela NFL. Chegou a se envolver em polêmica e pode ter futuro na política.

Veja, a seguir, curiosidades sobre a carreira de Brady:

Escolha tardia

Enquanto a maioria das estrelas é selecionada nas primeiras escolhas do Draft da NFL, Tom Brady foi diferente. O quarterback foi recrutado apenas na 199ª posição em 2000, saindo na sexta rodada. Como sua carreira na liga profissional de futebol americano dos Estados Unidos é cheia de sucessos, ele é considerado o maior achado da história da modalidade.

Carreira de sucesso

O invejável currículo de Brady o coloca como candidato ao cargo de maior jogador da história da NFL. Cinco vezes campeão do Superbowl, o quarterback foi eleito quatro vezes MVP da final da liga, duas vezes MVP da liga e 12 vezes eleito All-Star. Além disso, foi duas vezes líder de jardas passadas e quatro vezes líder de passes para touchdown do campeonato. O jogador é dono de vários recordes, como maior número de passes sem interceptação e mais vitórias de um quarterback.

Lealdade

Ao lado de Charles Hayley, Brady é o único jogador da história da NFL a vencer cinco Superbowls, além de ser o único quarterback. Além disso, o jogador é o único a ter se sagrado pentacampeão por uma só franquia, já que conquistou todos os seus títulos com a camisa do New England Patriots.

Escândalo

Em maio de 2015, Brady virou protagonista de um escândalo que teve relatório de 243 páginas publicado pela NFL. O jogador foi considerado culpado por usar bolas menos cheias que o normal durante partidas, incluindo a final daquele ano, em caso que ficou conhecido como "Deflategate". Por isso, foi suspenso das quatro primeiras partidas da temporada da NFL.

Polêmica de concussões

Em entrevista concedida à CBS em maio, Gisele Bündchen afirmou que Brady já teve várias concussões omitidas em relatórios oficiais da NFL. A lesão é tema de polêmicas na liga profissional americana de futebol americano. Recentemente, pesquisa apontou alta incidência de doença degenerativa em ex-jogadores da modalidade por conta dos repetidos golpes da cabeça.

Futuro na política?

Em 2014, Brady compareceu a eventos políticos nos Estados Unidos a convite do então presidente George W. Bush e afirmou que ser senador seria sua "ambição mais louca". O quarterback é amigo pessoal de Donald Trump e pode investir nesta área quando se aposentar do futebol americano.



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos