UOL Esporte Campeonato Argentino
 
11/04/2010 - 22h39

River empata com lanterna e Astrada segue ameaçado; Vélez fica no 0 a 0

Do UOL Esporte
Em São Paulo

Sem vencer nenhuma vez em doze partidas do Torneio Clausura do Campeonato Argentino, o Atlético Tucumán vinha sendo o saco de pancadas da competição, com cinco empates e sete derrotas, apenas seis gols marcados e 18 sofridos. Mas nem contra o mais fácil dos adversários argentinos o tradicional River Plate consegue se impor. Neste domingo, pela 14ª rodada da competição, fora de casa, a equipe de Ariel Ortega foi dominada quase o tempo todo, mas conseguiu sair de campo com um empate em 0 a 0.

O empate contra o lanterna da competição acaba sendo um resultado não tão ruim para o River Plate, que vinha de quatro derrotas seguidas. Ainda assim, continua em 17º, agora com 13 pontos, enquanto o rival Boca, tão mal quanto, é o 19º, com 11. O Tucumán soma seis pontos. Na próxima rodada, o Atlético pega o Chacaritas enquanto o River pega o surpreendente Godoy Cruz.

Muito criticado pela torcida, imprensa e parte dos dirigentes do River Plate, o técnico Leonardo Astrada, que ainda contava com o apoio do presidente Daniel Passarella, entrou em campo muito ameaçado se não saísse de campo com uma vitória. Para isso, mudou a equipe, para um estranho 4-5-1-1. Ortega ficou como único armador do time, com Bou mais à frente.

O esquema não deu certo. O primeiro tempo só não foi sonolento porque as duas equipes, com pouca qualidade técnica, tentavam superar a deficiência na base da técnica. Os quatros melhores lances dos 45min iniciais foram chutes de fora da área sem nenhum perigo para os goleiros adversários.

A segunda etapa foi mais movimentada, e o Atlético Tucumán só não saiu com a vitória porque Gigliotti parece ter entrado em campo com a tarefa de perder gols. Foram pelo menos três oportunidades claras que o atacante desperdiçou, sempre com a zaga do River dando-lhe muito espaço.

O River também teve chances de marcar, mas as conclusões refletem a atual situação da equipe. Na primeira, um chutão da zaga, Ortega se deslocou nas costas do zagueiro, foi perdendo velocidade e, da entrada da área, só tendo o goleiro à sua frente, chutou a pelo menos 5m acima do travessão. No minuto seguinte, o ex-craque argentino recebeu na área pela esquerda, chegou na marca do pênalti e, cara a cara com Vega, chutou mais o chão do que a bola e mandou para fora.

Assim como River x Atlético Tucumán, os outros dois jogos do domingo na Argentina terminaram sem gols: Lanús x Rosário Central e Vélez x Banfield.
 

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host