UOL Esporte Campeonato Argentino
 
15/04/2010 - 19h22

Colombiano Bonilla, do Boca Juniors, afirma ter sofrido racismo

Das agências internacionais
Em Buenos Aires (Argentina)

O colombiano Breyner Bonilla, do Boca Juniors, afirmou nesta quinta-feira que o atacante do Cólon Esteban Fuertes o chamou de “negro de merda” durante partida recente, quando o atleta do Boca foi expulso.

“Negro de merda, vai voltar para a África, morto de fome, me disse Fuertes quando acabou o primeiro tempo, depois de um choque que tive com ele”, afirmou Bonilla à emissora de rádio La Red e ao canal de TV TyC Sports.

“Fiquei calado para não entrar no jogo dele. Pensei que queria me provocar para me tirar da partida”, destacou o zagueiro colombiano, que também disse que outro jogador do Cólon também falou algo parecido.

Bonilla foi expulso aos 44min da segunda etapa por uma falta pesada no jogador Facundo Bertoglio, no duelo na 13ª rodada do Torneio Clausura argentino. Na ocasião, o Boca perdeu por 3 a 0, derrota que causou a demissão do técnico Abel Alves.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host