UOL Esporte Campeonato Argentino
 
17/08/2010 - 12h07

All Boys suspeita de envolvimento de membros do Boca Juniors em atos de vandalismo

Das agências internacionais
Em Buenos Aires (Argentina)

O All Boys se viu obrigado a mandar o jogo contra o Boca Juniors, no próximo domingo, pelo torneio Apertura, longe de seu estádio. Tudo por conta dos atos de vandalismo protagonizados por torcedores do Vélez Sarsfield. Dirigentes do clube, que subiu neste ano para a primeira divisão argentina, suspeitam do envolvimento de pessoas ligadas ao Boca no caso.

Cerca de 300 “barras bravas” do Vélez danificaram parte do alambrado do estádio Islas Malvinas, durante o jogo entre as duas equipes no domingo. Como os reparos não ficarão prontos a tempo, o All Boys jogará contra o Boca Juniors no estádio do Huracán.

De acordo com o diário argentino Olé, o caso de vandalismo poderia ter alguma relação com o Boca Juniors. A torcida La Pandilla, do Vélez Sarsfield, tem ligações com o partido de Mauricio Macri, ex-presidente do Boca.

Um dirigente do All Boys, que não quis se identificar, disse ao diário que membros da La Doce, grupo de torcedores do Boca, teriam pedido aos seguidores do Vélez para que causassem algum dano ao estádio Islas Malvinas. O objetivo era que o campo fosse interditado e, com a mudança do local da partida, os fãs do Boca teriam direito a mais ingressos.

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host