Em Ba-Vi sem brigas, Vitória busca empate e mantém vantagem na final

Do UOL, em Santos (SP)

  • Mauricia da Matta/Vitória EC

    Armero, do Bahia, acabou dando azar e marcando contra para o Vitória

    Armero, do Bahia, acabou dando azar e marcando contra para o Vitória

Depois de dois Ba-Vi's consecutivos com brigas generalizadas e muita confusão dentro de campo, Bahia e Vitória finalmente fizeram um clássico 'pacífico' na noite desta quarta-feira (3), na primeira decisão do Campeonato Baiano. E com a bola rolando, o Vitória conseguiu um importante empate (por 1 a 1) dentro da Fonte Nova (que contou com 24.465 pagantes) e manteve a vantagem na decisão. Tiago abriu o placar, no primeiro tempo, enquanto Armero, contra, já no segundo, fez para o time rubro-negro.

Por conta da melhor campanha, o Vitória agora joga por um empate na partida de volta, domingo (7), no Barradão, para conquistar o seu 29º título baiano. Vale lembrar que, assim como nesta quarta apenas a torcida tricolor compareceu à Fonte Nova, somente os torcedores rubro-negros estarão presentes no segundo jogo da decisão do Estadual.

Jogo do Vitória não encaixa, e Bahia abre o placar

No primeiro jogo sem Argel Fucks no comando, o Vitória não conseguiu encaixar o seu jogo na etapa inicial. Os contra-ataques até apareciam, mas sem sucesso. Já o Bahia tinha mais a bola e era mais perigoso – carimbou a trave logo aos 2min. E de tanto insistir, chegou ao primeiro gol, de bola parada. Régis cruzou, Tiago cabeceou e a bola ainda desviou de leve em um defensor do Vitória antes de passar entre as pernas do goleiro Jean, aos 33min.

Vitória cresce após o intervalo e empata

O técnico interino Wesley Carvalho não chegou a mexer no time no intervalo, mas a conversa com os jogadores acabou surtindo efeito. O Vitória voltou bem melhor e passou a dominar o Bahia, construindo diversas oportunidades de gol, três delas claras (sendo uma bola na trave). E na quarta delas, não teve jeito. Patric brigou pela bola dentro da área, conseguiu a finalização e Jean defendeu; no rebote, porém, a bola bateu em Armero e foi para o gol.

Vitória perde volante para a segunda final

Com o jogo já aos 41min do segundo tempo, Uillian Correia fez uma falta no meio-campo, recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso de campo. Desta forma, não poderá ajudar o Vitória no duelo de volta, no Barradão.

BAHIA 1 x 1 VITÓRIA

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)
Data: 03/05/2017 (quarta-feira)
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Danilo Ricardo Simon Manis (SP)
Público: 24.465 pagantes
Renda: R$ 557.644,00
Cartões amarelos: Willian Farias, Geferson e Uillian Correia (Vitória)
Cartão vermelho: Uillian Correia (Vitória)
Gols: Tiago, aos 33min do primeiro tempo; Armero (contra), aos 32min do segundo tempo

BAHIA
Jean; Eduardo, Tiago, Lucas Fonseca e Armero; Renê Júnior (Diego Rosa) e Edson; Régis (Gustavo), Allione e Zé Rafael (Juninho); Edigar Junio
Técnico: Guto Ferreira
 

VITÓRIA
Fernando Miguel; Patric, Kanu, Alan Costa e Geferson; Willian Farias e Uillian Correia; Cleiton Xavier (Pisculichi) (Renê), Euller (Rafaelson) e Paulinho; David
Técnico: Wesley Carvalho

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos