Bahia e Juazeirense não saem do zero na primeira semifinal do Baiano

A Tarde

Bahia e Juazeirense fizeram um jogo movimentado na noite deste sábado (17), em Juazeiro, mas não conseguiram mexer no placar. Boas intervenções de Tigre e Douglas, além de uma bola na trave de Sassá e um gol de Kayke anulado por impedimento, ajudaram a manter o resultado sem alterações.

Os destaques do Bahia foram Douglas e Marco Antônio. O goleiro fez uma partida segura e interviu bem quando foi exigido. Já o meia da base variou entre as pontas e fez uma boa partida. Apesar dos dois gols perdidos, apresentou um futebol melhor que o então titular Élber, que entrou no segundo tempo e foi mal em mais uma partida.

Pelo Cancão de Fogo, o atacante Sassá, que já foi artilheiro do Baianão, entrou e botou fogo no jogo. No primeiro lance ele assustou Douglas em um chute de longe e depois acertou o travessão, no lance mais perigoso da partida.

O Tricolor volta a campo já na terça-feira, 20, para enfrentar o Altos em duelo muito importante na Copa do Nordeste. Já o Juazeirense, tem a semana livre e volta a enfrentar o Bahia no domingo, 25, na Arena Fonte Nova.

O jogo

Falar do jogo sem citar o gramado é inevitável. Em péssimas condições, o "piso" prejudicou as duas equipes, que tiveram que buscar alternativas para chegar ao gol do adversário.

O Bahia tomou a iniciativa do jogo e assustou nos primeiros minutos. Aos 4, em uma cobrança de lateral para área de Nino, Kayke desviou na primeira trave e Marco Antônio, na segunda trave chutou fraco. Aos 7, Vinícius aproveitou sobra de cruzamento e Júnior Gaúcho tirou em cima da linha.

O Juazeirense só respondeu aos 26 minutos. Em chute desviado, Salatiel finalizou para defesa de Douglas. Aos 38, em um rebote de escanteio, Eron pegou a sobra e chutou colocado para nova defesa de Douglas.

Porém, a melhor chance do primeiro tempo foi aos 45, com Marco Antônio. O garoto da base, que faz boa partida, tabelou com Kayke, avançou pela esquerda e chutou mal. O detalhe é que além da bola cair na perna esquerda, uma quicada da bola fez o meia Tricolor chutar com a canela, para defesa de Tigre.

O ritmo da partida se manteve no segundo tempo. Com a entrada de Élton no lugar de Marco Antônio, o Bahia perdeu em ofensividade, mas ganhou na consistência defensiva e seguiu criando algumas chances. A primeira finalização foi do meia Bruno, aos 6 minutos. Habilidoso, ele conseguiu driblar o Élton, tabelar com Deca e chuta com perigo ao gol de Douglas.

O Bahia respondeu aos 17. Élton cruzou na cabeça de Kayke, que marcou e chegou a comemorar. Mas o bandeirinha flagrou o atacante em posição irregular e anulou o gol do Bahia.

O jogo seguiu disputado, com chances criadas entre as equipes por meio de bola parada. No rebote de um escanteio, Vinicius acertou um chute de primeira e quase faz o primeiro do Bahia. O lance acordou a Juazeirense, que foi pra cima.

A entrada de Sassá, aos 34, deu outra 'cara' ao ataque do Cancão. Logo aos 36, o atacante arrancou pela direita e chutou. A bola saiu raspando a trave de Douglas. Depois, aos 40, o atacante aproveitou cruzamento e acertou o travessão de Douglas, no lance mais perigoso do Juazeirense no jogo.

Com a vantagem dos dois resultados iguais, o Bahia recuou e apostou em contra-ataques. Entretanto, nem Bahia e nem Juazeirense conseguiram mexer no placar, e o jogo será decidido em Salvador. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos