UOL Esporte Futebol
 
23/06/2009 - 07h01

Santos lamenta 'farra defensiva' e estuda utilizar três volantes

Bruno Thadeu
Em Santos
Vagner Mancini já estudava alterar o sistema tático do Santos antes do duelo contra o Atlético-MG, deixando a equipe menos vulnerável defensivamente. Os três gols sofridos diante da equipe mineira acentuaram as falhas defensivas do time da Vila e reforçaram a ideia do treinador, que cogita utilizar três zagueiros ou então três volantes contra o Palmeiras, domingo, no Parque Antarctica.

Folha Imagem
Folha Imagem
Santos tem a 2ª pior defesa do Brasileiro; Mancini testa Paulo Henrique Rodrigues
MAIKON LEITE PREOCUPA
LEIA MAIS NOTÍCIAS DO SANTOS
Na avaliação de Vagner Mancini, os laterais santistas (Léo e Wagner Diniz) primam pela força ofensiva, mas oferecem contragolpes rivais.

Um novo atleta para compor a defesa daria maior proteção ao time, que tem a segunda defesa mais vazada do Brasileirão, com 14 gols sofridos, à frente apenas do lanterna Atlético-PR.

"Penso sim em usar três zagueiros ou mesmo três volantes, principalmente quando o Santos jogar fora de casa. Os laterais nossos têm facilidade para subir. Dependendo do momento do jogo, precisamos administrar o resultado", conta o treinador.

Apesar de esboçar um time mais cauteloso, o técnico não deu pistas sobre o provável "sacrificado" do ataque.

Na semana passada, Mancini fez testes com o zagueiro Paulo Henrique Rodrigues, que atuou nos treinamentos ora como volante ora como zagueiro. Rodrigues, que iniciou a carreira como volante, poderia fazer as funções na zaga e no meio-campo.

"É uma opção que eu tenho. Observamos o Paulo Henrique [Rodrigues] no meio-campo e ele convenceu", acrescenta Mancini.

Diante do Palmeiras, o Santos terá desfalques. Expulso no revés diante do Atlético-MG, Léo não atua. Fabiano Eller cumpre suspensão automática. Contundidos, Fábio Costa e Maikon Leite não têm condição de jogo.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host