UOL Esporte Futebol
 
03/11/2009 - 07h01

Corinthians volta a sentir 'efeito Ronaldo' e almeja dupla evolução na reta final

Do UOL Esporte
Em São Paulo
"Todo mundo sabe que se colocar a bola em uma condição melhor para o Ronaldo sairá coisa boa." A frase de Mano Menezes resume o maior objetivo ofensivo do Corinthians desde a chegada do camisa 9: deixá-lo em condições de estufar as redes. Para isso funcionar, porém, a armação da equipe e o físico do atacante serão fundamentais. É o que o treinador busca atualmente.

  • Ricardo Nogueira/Folha Imagem

    Ronaldo fez os dois gols do Corinthians sobre o Palmeiras após jogadas iniciadas por Defederico

No último domingo, no empate por 2 a 2 com o Palmeiras, Mano já presenciou evolução em ambos os sentidos. Ronaldo fez dois gols, foi quem mais finalizou (nove tentativas) e foi o terceiro mais acionado do time (recebeu 30 passes), segundo levantamento do Datafolha.

"O Ronaldo é um jogador decisivo, diferenciado e referência da nossa equipe. O time já começou a colocar a bola em uma condição melhor. Ele ainda vai evoluir e estamos trabalhando para isso, assim como precisamos da evolução de mais gente. É o que estamos buscando nesse momento para formar uma equipe forte novamente", disse o treinador.

O obstáculo de Ronaldo é físico. A fratura na mão sofrida no final de julho interrompeu a evolução do atacante. Após dois meses parado, ele voltou fora de forma e iniciou novo processo para readquirir uma melhor condição. A meta da comissão técnica é que ele participe das cinco partidas que restam ao Corinthians no Brasileiro. Nos últimos três jogos o camisa 9 já esteve em campo durante 90 minutos.

Paralelamente a isso, Mano também tenta ajustar a equipe, principalmente o meio-campo. E, aos poucos, parece estar encontrando um novo caminho. Nos últimos dois jogos, o esquema com dois atacantes abertos e Ronaldo centralizado foi abandonado. Dentinho perdeu sua vaga para Defederico, com capacidade para jogar mais pelo meio.

O resultado apareceu rapidamente. Diante do Vitória, o argentino fez o gol do triunfo por 1 a 0. Contra o Palmeiras, ele deu as assistências que culminaram nos dois gols de Ronaldo. "Jogar com ele deixa as coisas mais fáceis. Vou tentar sempre procurá-lo em campo, é um grande jogador", elogiou Defederico.

Se essa parceria realmente vingar, contando ainda com o auxílio de jogadores como Jorge Henrique, Elias, Edu e Edno, entre outros, o Corinthians pode almejar melhores resultados em comparação ao que obteve no segundo semestre. Afinal, com Ronaldo em campo e em boas condições, a equipe muda. E muito.

Neste Brasileiro, por exemplo, o Corinthians conquistou 52% dos pontos disputados com Ronaldo atuando, sendo em muitas partidas fora de ritmo. Sem o atacante, esse índice cai para 41%. Como comparação, o Cruzeiro, apontado como um dos candidatos ao título e atualmente em sexto lugar, também tem aproveitamento de 52%.

Com os dois gols anotados diante do Palmeiras, Ronaldo se isolou como artilheiro corintiano no campeonato com dez gols. Na temporada, ele tem 21 gols. Às 16h do próximo domingo, Ronaldo e Defederico voltarão a campo pelo Corinthians diante do Santo André, no Pacaembu, para tentar afinar ainda mais essa nova parceria.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host