UOL Esporte Futebol
 
03/11/2009 - 07h01

Santos traz investidores milionários e idealiza supertime para 2010

Bruno Thadeu
Em São Paulo
O Santos quer apagar a fraca campanha no Brasileiro e idealiza montar um elenco milionário e competitivo para o Paulistão. Principal parceira do clube, a DIS (braço esportivo do grupo Sonda) parou temporariamente de investir no Santos. O recuo estratégico do atual investidor, porém, não deverá ser sentido. Para 2010, o time da Vila pretende utilizar atletas comprados por novos "clientes" do clube.

  • Ricardo Nogueira/Folha Imagem

    Acordo prevê repasse de atletas. Permanência de Teixeira e Luxa para 2010 é tratada como primordial

Três novos grupos de investidores se associaram ao Santos, apurou o UOL Esporte. Esses grupos serão interligados, decidindo de maneira integrada. O acordo entre Santos e empresários foi firmado em reunião na semana passada, na Universidade Santa Cecília, pertencente à família Teixeira.

Em contato com o presidente Marcelo Teixeira, empresários ligados aos grupos afirmaram ter condições de desembolsar até US$ 20 milhões para a contratação de jogadores, principalmente em jovens atletas na América do Sul.

O atleta contratado por intermédio da parceria terá parte dos direitos econômicos cedidos ao Santos, procedimento idêntico ao adotado com ao grupo Sonda.

A definição da porcentagem repassada ao clube será definida conforme a idade do atleta adquirido.

O acerto não delimita tempo de duração de contrato, assim como valor a ser utilizado para compra de jogadores, podendo ser encerrado a qualquer momento, desde que não haja pendência entre ambas as partes.

  • Folha Imagem

    Atacante Chucho Bolaños foi o único atleta cedido pelo grupo Sonda ao Santos: fracasso

Ficou acertado que o Santos apresentará periodicamente lista de reforços aos investidores.

O clube enviará uma lista de reforços nesta semana. Os nomes serão discutidos pelos três grupos envolvidos. Os salários de jogadores vindos através da nova parceria serão pagos integralmente pelo Santos.

"O futebol depende de investimentos e o Santos sempre buscou parceiros interessados em fazer acordos importantes para todos os lados. Temos o Sonda, mas nada impede de termos outros grupos aliados ao Santos. Realmente conversamos com novos investidores. Mas ainda não dá para falar em contratações para 2010 até porque neste momento o foco é a classificação do Santos para a Copa Sul-Americana", declarou o gerente de futebol do Santos, Luiz Antonio Capela.

O período de eleição do Santos, agendado para o final do ano, é levado em questão pelos empresários. A entrada de um grupo oposicionista no clube emperraria o acordo. A presença de Luxemburgo na Vila em 2010 é tratada como primordial para a continuidade da parceria.

Como ocorre no acordo entre Santos e Sonda, o investidor terá prioridade na aquisição de atletas da base. Atleta da base santista e da seleção sub-17, o meio-campista Elivelton teve parte dos direitos econômicos oferecida ao novo conglomerado. Elivelton tem seu "passe" já repartido com o grupo Sonda.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host