UOL Esporte Brasileirão - Série A
 
André Costa/Focal/AE

Jogo teve poucas chances; Atlético pressionou no fim mas Grêmio segurou empate

08/05/2010 - 20h25

Com grande atuação de Victor, Grêmio empata com o Atlético-GO

Do UOL Esporte
Em Porto Alegre

Grêmio e Atlético-GO estrearam no Campeonato Brasileiro, neste sábado, pensando na Copa do Brasil. Por isso, ambos os times entraram em campo descaracterizados. Silas escalou o Grêmio sem cinco titulares, enquanto Geninho preferiu poupar seis atletas atleticanos. O resultado disso foi um jogo com muitos erros de passe e pouco futebol. O Atlético pressionou muito no final da partida, mas a excelente atuação do goleiro Victor fez com que o placar ficasse no 0 a 0.

Por ter um jogador a menos desde os 30 minutos do segundo tempo e estar jogando fora de casa, o Grêmio considerou a igualdade um bom resultado. Para os donos da casa, a ideia é que poderia ter sido melhor.

O primeiro tempo deixava claro a principal dificuldade na partida: o entrosamento. Tanto gaúchos quanto goianos erravam muitos passes pela mistura entre titulares e reservas. No Grêmio, principalmente o setor de meio campo não conseguia jogar. O Atlético-GO também não criava o suficiente para fazer pressão.

PRINCIPAIS LANCES

PRIMEIRO TEMPO
17min - Edílson bate escanteio e a bola toca na trave
28min - Juninho dribla 2 marcadores e chuta sobre Rodrigo
SEGUNDO TEMPO
9min - Hugo chuta, a bola desvia no zagueiro e bate na trave
18min - Marcão divide com Victor e a bola sai para escanteio
20min - Hugo cruza e Bergson perde de cabeça
26min - Elias bate falta na trave
33min - Ayrton entra sozinho e chuta, Victor salva o Grêmio
34min - Keninha bate e Victor faz difícil defesa

Aos sete minutos de jogo, uma situação inusitada. A iluminação do Serra Dourada sofreu uma queda brusca, atrapalhando o andamento da partida. Os jogadores do Atlético-GO sinalizavam e pediam para o árbitro Sálvio Spínola Fagundes Filho parar a partida, porém, o juiz deu sequência, mesmo com pouca luz. Lentamente a situação foi evoluindo até voltar ao normal.

Durante toda a primeira etapa, ambas equipes tiveram chances de gol, mas não claras. Chutes de longe e lances esporádicos foram os principais movimentos. O Atlético passou a pressionar a partir dos 30 minutos. O Grêmio se acuou e o setor de criação participava muito pouco da partida. Enquanto isso, os laterais atleticanos eram os principais pontos fortes dos donos da casa. Ayrton e Chiquinho obtiveram vitória na maioria dos confrontos pessoais contra seus marcadores.

O sentimento ao final da primeira etapa é que ambos os times não foram bem. Victor e Édson mal tocaram na bola, com os principais arremates ou indo para fora, ou sendo evitados pelos defensores.

A conversa de vestiário teve pouco efeito sobre os dois times. O quadro do primeiro tempo seguiu, com um jogo aberto, mas muitos passes errados. Hugo foi omisso no meio campo gremista, enquanto o Atlético-GO não conseguiu fazer valer o fator local. O jogo se desenrolou demasiadamente no centro do gramado, e poucos eventos importantes ocorreram.

A principal chance da partida até então ocorreu com Hugo. Depois de boa jogada de Mithyuê, o meia gremista chutou em gol, a bola desviou no zagueiro adversário, encobriu o goleiro Édson, mas bateu na trave. Depois disso o Grêmio acordou e saiu para o ataque, e Bergson perdeu boa chance de cabeça. Por outro lado, nas poucas vezes que chegava, o Atlético-GO assustou Victor. Elias bateu falta no travessão aos 26 minutos.

Lance polêmico movimenta o jogo

Aos 29 minutos um lance polêmico dentro da área do Grêmio. Rodrigo Tiuí tentou driblar Ozeia e caiu. Sálvio Spínola não assinalou nada, para reclamação dos jogadores goianos. Depois desse lance, os comandados de Geninho cresceram na partida. Em outro lance com Rodrigo Tiuí, o zagueiro Ozeia cometeu falta, e comojá tinha o amarelo, foi expulso.

Silas já havia feito as três substituições. Sem poder repor a defesa com um jogador da função, Willian Magrão foi recuado. A partir deste momento, o desgaste começou a prejudicar o Grêmio. O largo campo do Serra Dourada também atrapalhava. O Grêmio buscou se fechar para garantir um ponto fora de casa, e o Atlético-GO veio para cima. Victor salvou o Grêmio em chutes de Ayrton e Keninha.

Minutos infernais para o Grêmio

Depois da expulsão de Ozeia, somente o Atlético-GO jogou. Os minutos finais de partida comprovaram porque Victor é um dos mais cotados para estar na lista de Dunga dos convocados para a Copa do Mundo. Chutes de dentro da área, cabeçadas, cruzamentos, todas tentativas dos donos da casa foram evitadas pelo goleiro. Assim, o capitão do Grêmio garantiu o resultado até o final.

Agora, Grêmio e Atlético-GO voltam a pensar na Copa do Brasil. Ambos estão classificados para as semifinais. Na quarta-feira, os gremistas enfrentam o Santos, em Porto Alegre, mesma data em que atleticanos recebem o Vitória no Serra Dourada. Na segunda rodada do Brasileirão, o Grêmio enfrenta o Corinthians, no Olímpico. Já o Atlético-GO vai ao Rio de Janeiro jogar contra o Fluminense.

ATLÉTICO-GO 0 X 0 GRÊMIO

ATLÉTICO-GO
Édson; Ayrton, Gilson, Welton Felipe e Chiquinho; Agenor, Ramalho, Pituca (Keninha) e Elias (Robston); Marcão e Juninho (Rodrigo Tiuí).
Técnico: Geninho

GRÊMIO
Victor; Edílson, Ozeia, Rodrigo e Neuton (Bruno Collaço); William Magrão, Adilson, Maílson e Hugo (Fábio Rochemback); Mithyuê (Roberson) e Bérgson.
Técnico: Silas

Data: 08/05/2010, Sábado
Local: estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Árbitro: Sálvio Spínola Fagundes Filho (SP)
Assistentes: Márcio Luiz Augusto e Carlos Augusto Nogueira Júnior (ambos paulistas)
Público: 5.647 (pagantes)
Renda: R$ 94.620,00
Cartões amarelos: Marcão (A) e Pituca (A); Ozeia (G), Willian Magrão (G) e Maylson (G);
Cartões vermelhos: Ozeia (G)

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host