UOL Esporte Brasileirão - Série A
 
15/05/2010 - 07h05

À espera de Maicosuel, Joel se rende ao talento do meia: "Cairia como uma luva"

Pedro Ponzoni
No Rio de Janeiro

O principal sonho da diretoria do Botafogo está perto de acertar com o clube. Mesmo sem querer falar muito sobre o meia, Joel Santana já imagina como o jogador atuaria em sua equipe. O jogador pertence ao Hoffenheim-ALE e os dirigentes negociam para chegar ao valor pedido pelo alemães.

“Não posso falar muito porque ainda não tive o aval da diretoria. Soube que a negociação está bem encaminhada, mas existe uma grande diferença para se tornar um fato concreto. Mas é claro que se trata de um jogador importante, que conhece o clube e cairia como uma luva na minha equipe. Vamos esperar para que tudo termine de uma forma positiva”, opinou.

Outro sonho de consumo do Alvinegro é o atacante Jobson. O jogador esteve no clube ano passado e atualmente cumpre suspensão porque foi punido por uso de cocaína. Ele será liberado somente no segundo semestre.

Na segunda-feira, o procurador do atleta, Antenor Joaquim, irá se reunir com o presidente do Brasiliense, Luiz Estevão, para apresentar as intenções do Botafogo. O clube candango detém os direitos econômicos de Jobson.

Essa semana, o clube acertou com Araruama, ex-Olaria, Bruno, ex-Madureira e Léo, ex-Santa Cruz. No entanto, somente o último ainda não se apresentou. O clube acertou um contrato menor porque foi constatada uma lesão em seu joelho após os exames médicos. Especula-se que ele não acerte por esse motivo. Joel, no entanto, assegura que ele irá reforçar seu grupo brevemente.

“Esse jogador vai participar de um período treinando aqui porque ele tem uma boa qualidade técnica. Depois de três meses vamos ver se ele continua no clube”, afirmou.

BOTAFOGO NO TWITTER

Joel Santana reiterou que existe a necessidade do grupo receber jogadores importantes para que algumas posições sejam supridas e o Botafogo possa lutar pelo título do Campeonato Brasileiro.

“Estamos esperando algumas coisas acontecerem. Não divulgo nada porque há nada certo. A diretoria sabe do que precisamos. Caso o grupo se fortaleça poderemos brigar com os papões como Flamengo, São Paulo, Grêmio e Santos. Essa situação precisa ser consolidada. Caso contrário, vamos apenas disputar o Brasileiro”, encerrou.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host