UOL Esporte Brasileirão - Série A
 
16/05/2010 - 18h41

Santos vê perseguição da arbitragem contra Neymar; Ceará critica juiz

Do UOL Esporte
Em São Paulo

Santos e Ceará empataram na Vila Belmiro, 1 a 1, e elegeram o culpado pela ausência de um triunfo: o árbitro Ricardo Marques Ribeiro, que apitou a partida. A equipe nordestina criticou o juiz por ter invalidado gol legal marcado por Anderson e negou ter havido pênalti no primeiro gol santista.

“A gente teve um gol anulado, mas não estava impedido, o pênalti marcado contra nós não existiu. Foi muito duvidoso”, disse Júnior Cearense.

Já o time da Baixada acusou Ribeiro de fazer “vistas grossas” a Neymar, não marcando faltas por entender que o atacante simula quedas em contato com adversários.

Neymar deixou o campo reclamando, alegando que foi caçado em campo com a conivência do árbitro. No fim do jogo, o camisa 11 foi advertido com cartão amarelo.

Na avaliação de Dorival Júnior, Neymar ficou marcado pelos árbitros depois do clássico contra o Corinthians, 2 a 1, na Vila, pelo Campeonato Paulista. Na ocasião, atletas corintianos criticaram o comportamento de Neymar, dizendo que o santista tenta enganar a arbitragem.

“O Neymar sofre algumas faltas, mas a arbitragem não vê. Isso desequilibra qualquer atleta. Pode ser o atleta mais experiente, que mesmo assim vai ficar desestabilizado. Foi assim aos 90 min. Desde aquela partida contra o Corinthians a arbitragem começou a fechar os olhos para o jogador. O motivo eu não sei”, defendeu Dorival.

Para quarta-feira, o Santos tem duelo decisivo contra o Grêmio, pelas semifinais da Copa do Brasil. Paulo Henrique Ganso diz temer uma arbitragem contra o clube paulista.

“Se vier mais um árbitro pra prejudicar o Santos [na quarta, contra o Grêmio], aí será difícil”, reclamou Ganso.
 

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host