UOL Esporte Brasileirão - Série A
 
24/05/2010 - 07h07

Após castigo, Neymar e Ganso devem voltar contra vítima do 8 a 1

Do UOL Esporte
Em São Paulo

No ano em que se tornaram celebridades, com direito a propaganda em rede nacional, Paulo Henrique Ganso e Neymar também convivem com o outro lado da fama. Na semana passada, os meninos da Vila viraram notícia negativa porque chegaram atrasados à concentração do Santos. Foram punidos e não enfrentaram o Atlético-GO, no último sábado, quando o técnico Dorival Júnior adotou uma formação repleta de reservas e se saiu bem: vitória por 2 a 1, no Serra Dourada, com gols de Wesley e Zé Eduardo.

O elenco alvinegro volta aos treinos nesta segunda-feira, de olho no duelo de quarta com o Guarani, na Vila Belmiro, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro. O clube campineiro foi uma das maiores vítimas dos santistas na temporada. Pela Copa do Brasil, nas oitavas de final, o time litorâneo goleou por 8 a 1, com cinco gols de Neymar, naquela que pode ser considerada a sua melhor exibição como profissional.

Agora, a expectativa é como será a relação de Dorival com os jovens indisciplinados. Além de Ganso e Neymar, André e Madson também ficaram de castigo por conta do atraso. O quarteto alegou que comemorava na casa de Madson o aniversário do meia de 24 anos, e por isso eles perderam a hora.

“Não quer dizer que a relação estará prejudicada. Foi uma punição normal, já aconteceu com outros atletas antes e eles voltaram. A punição está dada e ponto final”, observou o treinador, nos vestiários do Serra Dourada.

A tendência é que Ganso, Neymar e André figurem entre os titulares no próximo compromisso pelo Nacional. Caso mais grave é o de Madson, já que ele é reincidente em casos de indisciplina.

Para piorar o ambiente, Ganso contestou a decisão da comissão técnica de antecipar a concentração dos atletas solteiros para a noite quinta.

“A concentração era só para os solteiros, acho que a coisa está errada também, mas tudo bem”, declarou o camisa 10, em entrevista à rádio Globo. “Foi a primeira vez, porque sempre concentrou todo mundo. Surpreendeu um pouco, porque a gente já estava concentrado desde segunda-feira para fazer uma grande partida contra o Grêmio. Conseguimos uma excelente classificação e esperávamos um pouco mais de folga. Não teria problema deixar a gente em casa na sexta.”

Dorival Junior o repreendeu. “Acho que não compete a ele isso. A definição de quem vai ficar ou não na concentração é da comissão técnica. O jogador tem o direito de entender a decisão como quiser, mas jamais infringir. Respeito a opinião dele, mas não concordo, até porque não tem que exteriorizar isso.”

O Guarani está totalmente diferente em relação à humilhante goleada sofrida no dia 14 de abril na Vila. A equipe de Campinas contratou o técnico Vagner Mancini e se reforçou para o Brasileirão. Prova disso é que soma os mesmos cinco pontos do Santos e ambos estão invictos no certame.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host