UOL Esporte Brasileirão - Série A
 
24/05/2010 - 18h17

Rafael nega falha em gol de Chicão e sai em defesa de profissional do Flu

Marlos Bittencourt
No Rio de Janeiro
  •  Rafael diz não ter falhado no gol de falta de Chicão e partiu em defesa do preparador de goleiros

    Rafael diz não ter falhado no gol de falta de Chicão e partiu em defesa do preparador de goleiros

 Acusado de ter falhado no gol de falta Chicão, na derrota do Fluminense por 1 a 0 para o Corinthians no Pacaembu, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro, Rafael disse que não teve culpa. Para ele, a cobrança foi indefensável, uma vez que o lateral Roberto Carlos estava posicionado para bater. Mas o zagueiro também estava na linha de cobrança.

“Pela posição da bola quem iria bater a falta era Roberto Carlos. O ponto forte do Corinthians são as bolas paradas. Chicão bateu e a bola fez uma curva. Não dava para defender”, justificou o goleiro.

O camisa 1, que já reconheceu algumas falhas, acredita não ter falhado, mesmo tendo chegado atrasado na bola e mergulhado para dentro do gol. Rafael diz que a única forma de se manter na equipe titular é continuar trabalhando com seriedade. Ele começou a ser contestado pela torcida, mas diz estar focado apenas no Fluminense.

“Ainda consigo me concentrar para seguir trabalhando. Isso (crítica) me dá mais vontade para trabalhar e dar o máximo em campo. Temos de buscar uma vitória porque estamos precisando muito”, disse o goleiro.

O FLUMINENSE NO TWITTER

A bomba parece estar estourando para o lado de Vítor Hugo, preparador de goleiros do Fluminense. Mas Rafael, que trabalha com ele desde o ano passado, saiu em defesa do profissional, dizendo se tratar de um dos melhores do país. Que, inclusive, levou o atual goleiro reserva Fernando Henrique à seleção brasileira.

“Fernando Henrique foi um dos melhores durante a Copa Libertadores de 2008, foi campeão da Copa do Brasil em 2007 e ainda defendeu o Brasil em 2004. Vítor Hugo tem excelente histórico”, disse Rafael, referindo-se a um amistoso da seleção contra o Haiti no chamado Jogo da Paz. Essa foi a única convocação que Fernando Henrique teve pela seleção brasileira.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host