UOL Esporte Brasileirão - Série A
 
25/05/2010 - 08h04

Após 12 gols sofridos, Victor nega abalo por não convocação para a Copa do Mundo

Daniel Cassol
Em Porto Alegre
  • Ouvi que estou precisando de psicóloga. Era o que faltava, desabafa Victor, goleiro do Grêmio

    "Ouvi que estou precisando de psicóloga. Era o que faltava", desabafa Victor, goleiro do Grêmio

Os doze gols sofridos pelo Grêmio nas últimas quatro partidas nada têm a ver com um eventual abalo do goleiro Victor pela não convocação para a Copa do Mundo. A garantia é do próprio jogador, que nesta segunda descartou estar em má fase e disse que sua fama de “intransponível” acaba chamando mais atenção para os gols sofridos.

“Os gols que tenho tomado são em decorrência das situações de jogo, não por estar aborrecido pela não convocação, ou estar psicologicamente abalado”, afirmou Victor. “Também não acho que tenha tido falhas gritantes. São gols que qualquer goleiro leva. Já ouvi que estou precisando de psicóloga. Era o que faltava”, desabafou.

Na expectativa de ser convocado para a Copa do Mundo, Victor ficou fora da lista do técnico Dunga. Isso foi no dia 11 de maio. De lá para cá, o Grêmio jogou quatro partidas, duas delas contra o Santos, que o eliminou da Copa do Brasil. Foram doze gols sofridos e três derrotas.

O GRÊMIO NO TWITTER

Para Victor, o único gol que pode ser considerado falha foi o primeiro do Santos na partida do estádio Olímpico, marcado por André após cobrança de escanteio. Os demais, segundo ele, são gols normais. Ele acredita que sua fama de “intransponível” acaba chamando mais atenção aos gols que sofre eventualmente.

“A gente cria uma imagem de intransponível e quando toma um gol um pouco mais comum tem repercussão maior. Estão querendo associar a não convocação com o momento do time, e uma coisa não tem nada a ver coma outra. Se os resultados não estão vindo, é por uma falha coletiva, geral, não pode atribuir a um só jogador”, explicou o jogador.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host