UOL Esporte Brasileirão - Série A
 
27/05/2010 - 07h00

Mano projeta ascensão de Bruno César e cogita mudanças para o clássico

Do UOL Esporte
Em São Paulo

Mano Menezes lamenta ter deixado Presidente Prudente com apenas um ponto somado, mas afirma ter tirado importantes observações para a sequência do Brasileiro. O recorrente discurso de que “time não se faz apenas com 11” ganhou força após a estreia de Bruno César, que participou do segundo gol no empate por 2 a 2, no interior.

Mano enalteceu a performance de Bruno César, conta que o jogador deu mais uma opção de ataque ao time, e entende que ganhou uma dúvida para o clássico contra o Santos, domingo, às 16 horas, no Pacaembu.

“O que mais gosto é de ter pontos de interrogação na cabeça. Isso é sinal de que tem mais gente chegando. Isso mostra que é muito importante ter mais do que 11 jogadores. O futebol de hoje é preciso ter 15, 18 atletas que ora vão jogar ora vão esperar a oportunidade. Vamos esperar um pouquinho para definir a equipe”, pediu Mano.

Bruno César estreou com a camisa alvinegra no segundo tempo do empate contra o Grêmio Prudente. Conforme levantamento feito pelo Datafolha, ele acertou os sete passes executados nos 17 min em que esteve em campo, único atleta do time com 100% de acerto no fundamento.

O treinador projeta para Bruno César aquilo que não tem conseguido com Defederico: paciência no banco para amadurecer. Insatisfeito com a reserva, Defederico cogita transferência para o River Plate.

Mano considera arriscada uma superexposição de Bruno César neste momento pós-eliminação na Libertadores, temendo que o meia seja pressionado a ser o “diferencial” na busca de um título para salvar o centenário.

“Gostei da maneira como o Bruno César entrou no jogo. Não tenho nenhuma dúvida de que ele vai ser o jogador que foi no Santo André, no Noroeste, justificando a contratação. Mas tem que ter calma para não se perder essa condição. Estamos mexendo na estrutura do time. È preciso de um pouquinho de cuidado”, comenta o técnico.

O atual 4-3-3 corintiano é composto por três meio-campistas considerados volantes. Desde a saída de Douglas, o clube busca um jogador de armação no meio. Bruno César faz essa função, diz Mano. Danilo, outra opção, cumpre trabalho individualizado de reforço muscular.
 

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host