UOL Esporte Brasileirão - Série A
 
28/05/2010 - 14h48

Ex-goleiro do Flu e campeão em 70, Félix visita clube e deseja sorte a Rafael

Marlos Bittencourt
No Rio de Janeiro

O Fluminense recebeu a ilustre visita de um campeão mundial nesta sexta-feira: o ex-goleiro Félix, que defendeu o Tricolor nos anos de 1970 e conquistou a Copa do Mundo no México na mesma década. Ele esteve no clube para divulgar um festival de cinema e aproveitou para incentivar o goleiro Rafael, atual camisa 1 tricolor, para a partida contra o Atlético-MG, domingo, às 16h, no Mineirão, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro.

“A agilidade de Rafael e a altura ajudam muito. Essa posição no Fluminense é a que menos me preocupa. Na minha época não tinha treinador de goleiros. Agora é uma posição privilegiada porque tem treinador próprio”, analisou o ex-goleiro.

Félix revelou que tinha vontade de ver Rafael com a camisa do Fluminense há algum tempo e chegou a indicá-lo para o clube. Mas as negociações não evoluíram na época e o jogador acabou no rival Vasco. Mas o ex-goleiro ficou feliz de ver o pupilo no clube que defendeu com tanta paixão.

“Indiquei Rafael para o Branco (ex-coordenador de futebol) em 2008, mas não houve negócio. Acabou indo para o Vasco, mas poderia ter ido d graça para o Fluminense”, disse o campeão mundial.

O ex-goleiro conhece Rafael desde os tempos da Inter de Limeira (SP), onde foi supervisor. Félix já gostava do atual camisa 1 do Fluminense e tinha a certeza de que ele iria chegar às Laranjeiras. No entanto, tratou logo de elogiar os companheiros do titular, Fernando Henrique e Ricardo Berna, que atualmente estão no banco de reservas.

“Rafael é goleiro muito bom e já gostava das atuações dele desde os tempos da Inter de Limeira (SP). Mas o Fluminense está muito bem servido de goleiros com Rafael, Fernando Henrique e Berna”, disse Félix, diplomático.

Às vésperas da Copa do Mundo, Félix disse que a seleção brasileira tem um dos melhores goleiros do mundo. E ele acredita num excelente desempenho de Julio Cesar, camisa 1 da Internazionale de Milão (ITA) no Mundial na África do Sul. Para o ex-goleiro do Fluminense, o Brasil tem um paredão no gol.

O FLUMINENSE NO TWITTER

“Julio, sem dúvida alguma, é um dos melhores goleiros do mundo. A convocação dele foi muito justa para defender o nosso país na Copa do Mundo”, encerrou Félix.

O ex-goleiro está divulgado o 1º CineFoot, festival de cinema ligado ao futebol, cuja realização será nas salas do Artplex, em Botafogo, Zona Sul do Rio de Janeiro. No sábado, às 19h, ele será homenageado na exibição de um documentário sobre Telê Santana, outro ex-jogador do Fluminense e ex-treinador da seleção brasileira.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host