UOL Esporte Brasileirão - Série A
 
28/05/2010 - 07h01

Técnico Adilson Batista sai em defesa dos zagueiros do Cruzeiro

Do UOL Esporte
Em Belo Horizonte
  • Técnico Adilson Batista defende zagueiros do Cruzeiro e entre eles está Thiago Heleno (f)

    Técnico Adilson Batista defende zagueiros do Cruzeiro e entre eles está Thiago Heleno (f)

Bastante criticada, a zaga do Cruzeiro viu a equipe sair de campo na quarta-feira, na vitória sobre o Botafogo, por 1 a 0, sem sofrer gols após a defesa ser vazada nove vezes em cinco jogos. Questionado sobre a instabilidade de seus zagueiros, o técnico Adilson Batista defendeu os atletas e não poupou elogios a Leonardo Silva, Gil e Thiago Heleno.

“Fiz um levantamento de todos os zagueiros do Campeonato Brasileiro e confio nos três. É que existe uma cobrança, uma pressão. Vocês têm de ver como o Cruzeiro joga. Às vezes, você fica exposto, precisa ter mais volume de bola, tem de arriscar. É ter tranquilidade. É porque é muita cobrança e no Cruzeiro é maior a cobrança. Isso falo de cadeira”, afirmou.

Segundo o treinador, ele precisa transmitir confiança aos zagueiros cruzeirenses. “Nós precisamos passar tranquilidade, o torcedor precisa entender que existem algumas dificuldades no mercado, mas que são jogadores de potencial. O Gil, desde que chegou, vi um crescimento enorme. O Leo (Leonardo Silva) virou capitão, é ídolo da torcida, faz gols, teve as lesões”, analisou.

Em relação a Thiago Heleno, Adilson observa uma “perseguição” ao zagueiro revelado pelo próprio Cruzeiro. “O Thiago Heleno, do meu ponto de vista, é um belo de um zagueiro, só que ninguém gosta do Thiago Heleno. O pessoal tem ódio dele e passa isso para o torcedor. O torcedor já vem premeditado. Nós precisamos ter tranquilidade. Não vai ser uma colocação de a, b ou c, que vai fazer com que o Cruzeiro não goste desse tipo de jogador”, disse.

Adilson Batista pediu que os torcedores apoiem os zagueiros e o restante da equipe nos jogos no Mineirão. Nesta quarta-feira, apesar da vitória, a torcida vaiou o time na saída de campo. “Eu vejo a torcida do Cruzeiro apaixonada, inteligente, foi em determinado momento no Mineirão tendo sabedoria e discernimento de perceber algumas coisas”, comentou. “Existe muita coisa no futebol plantada. Infelizmente é assim que acontece”, acrescentou o treinador celeste.

Diante do Botafogo, Thiago Heleno ficou no banco de reservas, enquanto Leonardo Silva e Gil formaram a zaga cruzeirense. Após a vitória por 1 a 0, Gil afirmou que o triunfo alivia a pressão sobre os zagueiros da equipe celeste. “A gente tem que respirar e comemorar essa vitória. A gente sabia que o torcedor iria cobrar o sistema defensivo. Agora é trabalhar. Damos a resposta dentro de campo trabalhando, porque Deus ajuda quem trabalha”, observou.
 

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host