UOL Esporte Brasileirão - Série A
 
29/05/2010 - 09h56

Confiança após primeira vitória será arma do Grêmio contra o Flamengo

Marinho Saldanha
Em Porto Alegre

O Grêmio passou por momentos de instabilidade no início do Brasileirão. Priorizando a Copa do Brasil, o time de Silas amargou a penúltima colocação na rodada passada. Porém, a Vitória por 3 a 0 contra o Avaí reverteu o quadro gremista. Hoje em décimo terceiro, o time tricolor espera usar a retomada da confiança como uma de suas armar no confronto deste sábado, às 18h30, com o Flamengo, no Maracanã.

"Eu acredito que essa parte de confiança é devido as mudanças obrigatórias que fizemos. Perdemos Borges, Magrão e Adílson, são 3 atletas, sendo que neste mesmo jogo eu entrei com Joílson e tivemos que mudar ele de lugar, estávamos meio desequilibrados. Depois perdi o Leandro e essa instabilidade aconteceu.Perdemos no detalhe, mesmo assim, o Palmeiras não nos atropelou, só foi mais efetivo. Nesse jogo do Avaí, todo o mundo dizia que seria complicado pelo retrospecto do adversário, mas foi um jogo nosso. Independente de quem estiver jogando, temos que entender que este time que venceu o Avaí pode enfrentar qualquer time em qualquer lugar", disse o técnico Silas em entrevista coletiva.

O mau início de Brasileirão contrastava com um primeiro semestre vitorioso no Grêmio. Além de chegar até as semifinais da Copa do Brasil, o Gauchão foi conquistado sendo fruto de uma campanha muito boa e que culminou na vitória sobre o Internacional no placar agregado da decisão.

Em momento algum Silas duvidou da capacidade de seus jogadores ou cogitou mudar de esquema. O padrão encontrado ainda no início do ano não foi perdido, segundo o treinador. "As peças mudaram muito, jogadores saíram e entraram, isto sempre prejudica o time", referiu.

Exatamente a necessidade de mudança volta a assolar o time tricolor no jogo deste sábado. Com dores na lombar, Douglas sequer viajou para o Rio de Janeiro com a delegação gremista. Em seu lugar, Hugo será mantido e a formação de meio campo será idêntica a do jogo passado. "O Hugo não é tão cerebral, mas ele tem uma ida e volta muito melhor que a do Douglas. Já o Douglas ocupa mais um terreno central, o Hugo um terreno maior.O Hugo tem jogo de cabeça, o posicionamento do Douglas é mais de assistente, que faz o time rodar. Até por essas diferenças que ambos podem jogar juntos", explicou Silas.

O GRÊMIO NO TWITTER

Além do confronto com o Flamengo, o Grêmio receberá o Atlético-MG e visitará o São Paulo, antes do recesso de Copa do Mundo. "Em casa, é muito difícil que alguém nos ganhe. Eu nunca vi em outro lugar o que faz a torcida do Grêmio. Não para de apoiar nunca e isso ajuda até o árbitro. Quando o juiz percebe que errou e a torcida fica em cima, ele vai lá e se corrige em nosso favor, é tudo psicológico. O Robinho (após a vitória do Grêmio contra o Santos) aplaudiu a torcida do Grêmio depois do nosso jogo. Porém, a torcida do Santos não fez nem a metade do que fizemos aqui. Nós não deixamos, calamos a Vila no primeiro tempo, mas no segundo perdemos", lembrou o treinador.

Neste sábado, mais 2 jogos completam a abertura da quinta rodada. Além de Grêmio e Flamengo no Maracanã, o Palmeiras joga contra o Grêmio Prudente em Barueri e o Avaí recebe o Vitória na Ressacada.

 

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host