UOL Esporte Brasileirão - Série A
 
29/05/2010 - 07h10

Desfalcado, São Paulo defende tabu dos tempos de Muricy no Guarani

Carlos Padeiro
Em São Paulo
  • O São Paulo encontrou uma base titular após inúmeras tentativas de Ricardo Gomes durante a temporada e obteve uma sequência de resultados positivos nas últimas semanas. Entretanto, para o duelo com o Guarani, domingo às 16 horas, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro, provavelmente serão quatro desfalques no sistema defensivo, e o treinador admite que está difícil escalar o time.

    O São Paulo encontrou uma base titular após inúmeras tentativas de Ricardo Gomes durante a temporada e obteve uma sequência de resultados positivos nas últimas semanas. Entretanto, para o duelo com o Guarani, domingo às 16 horas, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro, provavelmente serão quatro desfalques no sistema defensivo, e o treinador admite que está difícil escalar o time.

A última vez que o Guarani ganhou do São Paulo ocorreu em 1997 e, por curiosidade, Muricy Ramalho comandava a equipe campineira. Neste domingo, a partir das 16 horas, o time tricolor vai a Campinas para defender esse tabu de 13 anos, porém terá de superar o desfalque de, provavelmente, cinco titulares.

Miranda, machucado, e Cicinho e Richarlyson, suspensos, são ausências confirmadas, enquanto Rodrigo Souto e Marlos, com dores musculares, devem ser vetados pelo departamento médico.

Em compensação, o adversário também apresentará baixas. O volante Renan e os atacantes Mazola e Roger pertencem ao São Paulo, estão emprestados e, por conta de uma cláusula no contrato, não podem enfrentar o ex-clube.

“Eles [do Guarani] deram sorte. Com tantos desfalques nossos e deles, a coisa ficou equilibrada até nesse sentido”, comentou Ricardo Gomes, ao ser questionado sobre o veto aos ex-são-paulinos no rival.

O volante Renan chegou a reclamar da postura da diretoria do clube do Morumbi de impedir a sua presença em campo, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro.

Já o treinador do time da capital defendeu a restrição. “Vejo como uma lei que serve para proteger o campeonato de uma possível manipulação”, argumentou. “Imagina se são sete ou oito jogadores emprestados de um mesmo clube para o outro e eles resolvem entregar o jogo para beneficiar a ex-equipe.”

O retrospecto diante dos bugrinos é extremamente favorável. São 11 vitórias seguidas. Muricy, no seu início de carreira, foi o último treinador a fazer com que o Guarani batesse o São Paulo – 2 a 0, com gols de Gilson e Paulo Isidoro, pelo Paulistão de 1997.

O último confronto em Campinas aconteceu no ano passado. Também pelo Estadual, o clube tricolor ganhou por 2 a 0, com gols de Hernanes e Plínio (contra). Pelo Brasileirão, o último duelo no Brinco de Ouro foi em 2004: vitória por 3 a 2.

A tendência é que Ricardo Gomes adote a seguinte formação: Rogério Ceni; Renato Silva, Alex Silva e Xandão; Wellington, Jean, Hernanes, Jorge Wagner (Marcelinho Paraíba) e Junior Cesar; Dagoberto e Fernandão.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host